Ministros holandeses pedem regulamentos para criptomoedas e também sobre o uso do dinheiro

Ministros holandeses pediram ao governo que regule as criptomoedas e certos pagamentos em dinheiro por questões de lavagem de dinheiro em um comunicado em 1º de julho.

As autoridades disseram que o governo deveria proibir pagamentos em dinheiro acima de 3.000 euros, regular as criptomoedas e banir as notas de 500 euros, já que esses instrumentos podem supostamente facilitar a lavagem de dinheiro.

Os Países Baixos não reconhecem as criptomoedas como uma moeda legal, embora no ano passado um tribunal holandês tenha considerado o bitcoin ( BTC ) como um “valor transferível” legítimo em um caso de multa.

De acordo com o comunicado, o ministro das Finanças, Wopke Hoekstra, e o ministro da Justiça e Segurança, Ferdinand Grapperhaus, enviaram a proposta de “abordagem a lavagem de dinheiro” ao parlamento em 1 de julho. 

O projeto também pede para aumentar as capacidades de fiscalização dos órgãos reguladores financeiros e autoridades relevantes e grupos de vigilância, como a Unidade de Inteligência Financeira, a polícia, o Serviço de Informação Fiscal e Investigação e o Ministério Público.

Se a proposta  for aprovada, os bancos também serão encorajados a compartilhar informações sobre clientes suspeitos. Os Países Baixos defenderam também a criação de um regulador da União Europeia dedicado ao combate da lavagem de dinheiro entre fronteiras. Grapperhaus comentou:

“O crime não pode vencer. Não nos Países Baixos, nem na Europa nem em todo o mundo. Através de um esforço conjunto, queremos levar a abordagem à lavagem de dinheiro a um nível superior ”.

Em janeiro, Hoekstra recebeu um parecer oficial da Autoridade dos Países Baixos para os Mercados Financeiros e do banco central, Nederlandsche Bank, de que um sistema de licenciamento deveria ser introduzido para os serviços de criptomoedas.

Como a Cointelegraph informou em maio, as autoridades holandesas e do Luxemburgo com a Europol fecharam um dos maiores mixers de criptomoedas - uma ferramenta de anonimato que transforma transações de criptomoedas não privadas em criptomoedas privadas, misturando os fundos.