Mnuchin, secretário do Tesouro dos EUA, expressa novo pessimismo sobre o futuro da Bitcoin

O secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, expressou novos pontos de vista de baixa sobre o Bitcoin hoje, dizendo que ele provavelmente não estará falando sobre a criptomoeda número um em cinco anos. Em uma entrevista com "Squawk Box" CNBC em 24 de julho, Mnuchin disse:

“Eu não falarei sobre Bitcoin em 10 anos, posso garantir que […] eu apostaria que mesmo em 5 ou 6 anos eu não estou mais falando sobre o Bitcoin como Secretário do Tesouro. Eu terei outras prioridades [...] eu posso garantir que eu pessoalmente não serei ocupado com o Bitcoin. ”

As últimas observações de Mnuchin seguem uma declaração recente sobre como as criptomoedas existem primariamente como um veículo para o crime e o investimento especulativo, dizendo: "Eu acho que, em grande medida, essas criptomoedas foram dominadas por atividades ilícitas e especulação". 

No entanto, o CEO e fundador do Digital Currency Group, Barry Silbert, celebrou os comentários do Secretário do Tesouro, dizendo que eles eram “uma validação completa e total do Bitcoin”.

Lavagem de dinheiro

Mnuchin também afirmou recentemente que a moeda fiduciária não é lavada na medida em que o Bitcoin é. Em uma entrevista separada à Squawk Box, Mnuchin disse que os EUA têm o sistema de combate à lavagem de dinheiro mais forte do mundo. Bitcoin, por outro lado, acredita estar vulnerável à lavagem de dinheiro.

Como relatado anteriormente pela Cointelegraph, o economista e comentarista de criptomoedas Nouriel Roubini escreveu recentemente um ensaio com altas críticas a exchange de criptomoeda BitMEX, alegando que a exchange conscientemente lava dinheiro para terroristas e criminosos:

“Os insiders da BitMEX me revelaram que essa exchange também é usada diariamente para lavagem de dinheiro em larga escala por terroristas e outros criminosos da Rússia, do Irã e de outros lugares; a exchange não faz nada para impedir isso, pois lucra com essas transações ”.