Discurso sobre cripto de Mnuchin foi a validação total do Bitcoin, diz Barry Silbert

Os defensores do Bitcoin (BTC) reagiram às novas críticas à criptomoeda por parte do governo dos Estados Unidos em 16 de julho, após uma entrevista coletiva do secretário do Tesouro, Steven Mnuchin.

Mnuchin, que realizou o evento de 30 minutos na segunda-feira, disse que queria se concentrar explicitamente no Bitcoin e no protocolo de moeda digital Libra, do Facebook.

Ele se referiu a ambos como “criptomoedas”, apesar da análise que confirma que o Libra não é, de fato, estruturado de forma semelhante a verdadeiras criptomoedas.

"Como disse o presidente, o Bitcoin é altamente volátil e baseado em ar", resumiu Mnuchin, repetindo o que ele descreveu como "preocupações" apresentadas por Donald Trump no Twitter na semana passada.

"Estamos preocupados com a natureza especulativa do Bitcoin e garantiremos que o sistema financeiro dos EUA seja protegido contra fraudes", acrescentou.

Em respota, a indústria do Bitcoin estava previsivelmente vaciante, depois que muito do discurso de Mnuchin destacou a falta de compreensão sobre a descentralização, enquanto a sugestão do governo era proteger o heroísmo do dólar.

“Validação completa e total do Bitcoin”, escreveu Barry Silbert, CEO e fundador do Digital Currency Group.

Outros visaram as inúmeras tentativas em curso de Washington para lidar com a criptomoeda e sua aparente impotência diante de um fenômeno incontrolável.

“Familiarizado com o Grupo de Trabalho do Presidente nos Mercados Financeiros? GATA: não há mais mercados, apenas manipulações”, resumiu Trace Mayer, zombando da repetida afirmação de Mnuchin de que ninguém tinha ouvido falar da Rede de Repressão aos Crimes Financeiros do Tesouro (FinCEN).

Algumas fontes aprovaram a perspectiva de Mnuchin, como o cofundador da Morgan Creek Digital, Anthony Pompliano, que se concentrou em suas preocupações com atividades ilícitas.

"Parece uma luz verde para aqueles que querem fazer as coisas da maneira certa", escreveu ele.

Da mesma forma otimista foi Meltem Demirors, da CoinShares, que descreveu os comentários como comedidos e justos.

O Bitcoin teve uma alta um pouco após a coletiva, espelhando o comportamento visto no rescaldo das palavras de Trump.

No geral, o par BTC/USD caiu cerca de 15% em comparação ao início da semana passada, quando o par atingiu máximas de pouco mais de US$ 13.000.