Clientes do Grupo Bitcoin Banco têm acordo de pagamento cancelado pela empresa após entrevista à canal de TV

Este texto foi atualizado às 17h do dia 21 de agosto*

Dois clientes de empresas do Grupo Bitcoin Banco (GBB) afirmaram à reportagem do Cointelegraph que tiveram seus acordos de pagamento cancelados pela empresa após um deles dar entrevista à Rede Globo no último dia 20, quando a polícia cumpriu mandado judicial na sede do GBB, em Curitiba.

Os dois clientes, Jacimar Cabral e José Rodrigues, são de Mirassol do Oeste (MT) e estão na capital paranaense há 25 dias em busca de uma solução para o problema de saques nas exchanges do GBB.

Com problemas familiares e de saúde, eles viajaram mais de 2.500 km na esperança de receber os valores que têm bloqueado nas plataformas do GBB há quase três meses.

Ambos puderam ser vistos com cartazes na sede do GBB nesta quarta-feira (21).

Em entrevista, Jacimar relatou que durante o período em que estão em Curitiba, eles foram atendidos em diversos momentos pelo próprio Cláudio Oliveira, CEO do GBB, e por advogados da empresa. Ele afirma que chegou a assinar acordos, que não teriam sido cumpridos pela empresa.

Segundo os clientes, após Jacimar dar entrevista à Rede Globo, que chegou a publicar matéria sobre o assunto, eles teriam sido recebidos na sede do GBB e foram informados de que deveriam "buscar seus direitos na Justiça" e que, devido à exposição, "o grupo não iria honrar os acordos com eles".

Procurada para se manifestar sobre as alegações, a assessoria de imprensa do GBB afirmou:

"O GBB informa que está ciente dos fatos relacionados aos clientes citados na reportagem e que já estabeleceu contato direto, da mesma forma que afirma que não procede a informação de que o acordo realizado entre as partes foi cancelado. A empresa tem estado à disposição de seus clientes e da Justiça desde o início da fraude que afetou sua operação e que foi denunciada à autoridade policial. Desde então, um conjunto de ações foi adotado para regularizar o pagamento dos saques solicitados."

*ATUALIZAÇÃO (21/8, às 17h): O Grupo Bitcoin Banco entrou em contato com a reportagem, se posicionando sobre o assunto. O texto foi atualizado com a nota emitida pela empresa.