Presidente do Banco Central Europeu diz que 'é melhor estarmos adiantados' em relação às stablecoins

A presidente do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, disse que a instituição financeira deve estar à frente da curva em relação à demanda por stablecoins.

De acordo com um tweet do BCE em 12 de dezembro, Lagarde disse: “Minha convicção pessoal sobre a questão das stablecoins é que é melhor estarmos à frente da curva. Existe claramente uma demanda por aí, à qual devemos responder. ”

As stablecoins são moedas digitais vinculadas a um ativo físico ou moeda fiduciária e projetadas para minimizar a volatilidade dos preços.

Foco na rápida adaptação às inovações fintech

No início de setembro, quando Lagarde ainda era chefe do Fundo Monetário Internacional (FMI) e nomeada para a próxima presidente do BCE, ela alegou que se concentraria em garantir que as instituições se adaptassem rapidamente ao ambiente financeiro em rápida mudança. Lagarde disse na época:

”No caso de novas tecnologias - incluindo moedas digitais - isso significa estar atento aos riscos em termos de estabilidade financeira, privacidade ou atividades criminosas, e garantir que haja regulamentação apropriada para orientar a tecnologia em direção ao bem público. Mas isso também significa reconhecer os benefícios sociais mais amplos da inovação e permitir que eles tenham espaço para se desenvolver.”

No final de setembro, o FMI disse que as stablecoins poderiam trazer benefícios significativos para os consumidores e a sociedade, mas não sem riscos.

O FMI disse que os bancos podem perder seu papel de intermediários, já que o público mudaria para fornecedores de stablecoin. No entanto, ele previu que os bancos não desapareceriam porque provavelmente tentarão competir desenvolvendo suas próprias inovações.

A posição cética dos ex-presidentes do BCE em relação à criptomoeda

Diferente de Lagarde, o ex-presidente do BCE, Jean-Claude Trichet, recentemente expressou dúvidas de que as criptomoedas poderiam se tornar o futuro do dinheiro. Trichet também explicou que acredita que comprar criptomoeda é, em muitos aspectos, apenas especulação. Ele também afirmou que, mesmo quando um criptoativo é supostamente apoiado por um ativo real, ele ainda observa muita especulação, e concluiu que "não é saudável".

Mario Draghi, que atuou como presidente do BCE antes da nomeação de Lagarde, disse que o European System of Central Banks (SEBC) - Sistema Europeu de Bancos Centrais - está monitorando de perto os desenvolvimentos no setor de criptomoedas. Apesar de exibir uma abordagem positiva em relação às novas tecnologias, Draghi aparentemente pensou que as stablecoins e as criptomoedas em geral são de pouco valor.