Bitcoin 'não é real', diz ex-presidente do Banco Central Europeu

O Bitcoin (BTC) não possui as características de uma moeda e é puramente especulativo, diz o ex-presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet. O canal de notícias chinês South China Morning Post informou em 10 de novembro que Trichet fez esses comentários na conferência Caixin em Pequim.

"Eu sou fortemente contra o Bitcoin"

Durante o evento, Trichet também expressou dúvidas de que as criptomoedas poderiam ser de fato o futuro do dinheiro. Ele disse que o Bitcoin não possui as características de uma moeda real:

“Sou fortemente contra o Bitcoin e acho que somos um pouco complacentes. [...] A moeda em si não é real, não possuindo as características que uma moeda deve ter.”

Trichet também explicou que acredita que comprar criptomoedas é, em muitos aspectos, apenas especulação. Ele também afirmou que, mesmo quando um criptoativo é supostamente apoiado por um ativo real, ele ainda observa muita especulação, o que ele concluiu "não ser saudável".

Trichet prefere o DES ao Libra

Trichet acrescentou que ele também não é grande fã do Libra, stablecoin proposta pelo Facebook, e observou, para a supresa de ninguém, que prefere os Direitos Especiais de Saque (DES) emitidos pelo Fundo Monetário Internacional.

Da mesma forma que os planos do Libra, os DES são apoiados por uma cesta de moedas, incluindo o dólar americano, o euro, a libra esterlina, o renminbi e o iene. Ele explicou:

“Tenho grandes dúvidas sobre como manter o controle do valor monetário no domínio [da criptomoeda]. [...] Nas chamadas novas stablecoins internacionais ​​[...] a DES seria a cesta certa.”

Trichet também disse que, embora o mundo possa estar deixando notas e moedas para trás, as criptomoedas não podem ser o caminho a seguir.

Como o Cointelgraph relatou em setembro, outro ex-presidente do Banco Central Europeu, Mario Draghi, ecoou o discurso de Trichet, dizendo que as criptomoedas e até as stablecoins "não são projetadas de maneira a torná-las substitutas adequadas ao dinheiro".