'Construímos todo este modelo nas costas de idiotas e burros', diz golpista da BitClub, golpe com bitcoin

Matthew Brent Goettsche, considerado o grande organizador e presidente da BitClub, suposta pirâmide financeira que afirmava realizar operações de mineração com Bitcoin, declarou, em depoimento às autoridades dos EUA que prenderam recentemente o suposto golpista que todo o esquema foi montado em cima de pessoas burras e idiotas.

Segundo Goesttsche o esquema, que operava desde 2014 oferecendo lucros garantidos em operações de mineração, só deu certo pois os investidores da empresa não perceberam que o esquema era um golpe por serem, segundo ele, burros.

"Os investidores da Rede BitClub são 'burros', 'ovelhas', 'gado'. tudo que construímos foi feito nas costas destes idiotas", declarou.

Um levantamento exclusivo feito pelo Cointelegraph revelou também que a BitClub aplicou golpes no Brasil e oferecia pacotes de investimento em mineração sem a autorização da Comissão de Valores Mobiliários do Brasil, CVM.

Não há um levantamento oficial sobre o número de clientes afetados pelo golpe no país, contudo, nas redes sociais há relatos de clientes brasileiros afetados pelo golpe que estava baseado nos EUA.

"fiz um investimento de 8 mil que deveria render o dobro,não rendeu o combinado e só rendeu 2 mil a mais,tomei um enorme prejuízo", diz um investidor de Minas Gerais.

Como noticiou o Cointelegraph, recentemente as autoridades americanas anunciaram a prisão de três pessoas, Matthew Brent Goettsche, 37, Jobadiah Sinclair Weeks, 38, e Joseph Frank Abel, 49, acusados de serem os operadores de um esquema fraudulento que enganava investidores afirmando realizar operações com mineração de Bitcoin na China.

Os três operadores americanos foram presos e estão sendo acusados ​​de conspiração, afirmou o procurador dos EUA Craig Carpenito em Nova Jersey. No  em comunicado. Mais dois réus, cujos nomes não foram divulgados, permanecem em liberdade.

Confira mais notícias