Depois de suspense, Corinthians confirma lançamento de sua própria criptomoeda

Um dos maiores clubes de futebol do Brasil, o Sport Club Corinthians Paulista, confirmou nesta segunda-feira ao Cointelegraph o lançamento de sua primeira criptomoeda, o Timãocoin. 

Esta é a primeira vez que o clube confirma a notícia, já que na sexta-feira, 15 de março, o Corinthians não quis comentar as informações publicadas pelo jornal Folha de S. Paulo sobre o lançamento da criptomoeda em parceria com a plataforma especializada em clubes de futebol FootCoin.

Além do Corinthians, a Footcoin também tem parcerias com o Fortaleza, que tem o Leãocoin, e o Atlético Mineiro, que lançou o Galocoin, ambos em 2018. Segundo a nota oficial do clube paulista, o “objetivo principal da criação da moeda digital é promover a integração entre o time, torcida e parceiros”. 

O texto ainda cita que a FootCoin é “uma plataforma eficiente e segura que contribuirá para o propósito do Timão de consolidar o mercado de moedas digitais no universo esportivo”.

A plataforma estará disponível através de um website oficial e disponibilizará produtos e serviços de parceiros, além de permitir aos torcedores “realizar movimentações financeiras com vantagens especiais e, ainda, realizar contribuições em Projetos Especiais do Clube”.

A nota da Folha diz que o câmbio do Timãocoin será fixo em R$ 10 e que, embora não tenha sido oficialmente confirmado, o projeto teria duração de 2 anos com possibilidade de renovação. Também não foi divulgada a porcentagem da captação da moeda que caberá ao clube.

O CEO da Footcoin, José Rozinei da Silva, ainda declarou ao jornal que o mercado da Timãocoin será aberto inicialmente para os proprietários de Bitcoins:

“Nós entendemos que o público da cidade de São Paulo já faz muitas transações em Bitcoins, então, assim nós conseguimos posicionar o nosso produto. Aí, posteriormente, podemos ampliar para os demais públicos”, disse ele.

Atualmente, tanto as moedas digitais do Fortaleza quanto a do Atlético Mineiro estão na terceira fase de implementação, com o marketplace do Leãocoin já online e o da Galocoin em fase final de desenvolvimento.

Ao Cointelegraph, o CEO da Footcoin havia revelado com exclusividade na última semana que a empresa lançaria uma moeda em parceria com um clube de São Paulo, sem revelar o nome, como sequência da estratégia de expansão da plataforma no país.