Rússia implementará tecnologia tecnologia blockchain em exame universitário para controle de qualidade educacional

O Serviço Federal Russo de Supervisão na Esfera da Educação e da Ciência (Rosobrnadzor) implementará a tecnologia blockchain no principal exame de graduação do país, informou a maior agência de notícias russa TASS em 5 de fevereiro.

A partir deste ano, o Rosobrnadzor pretende implementar a tecnologia blockchain no Exame Estatal Unificado (EEU), que é a única forma de exames de graduação nas escolas e a principal forma de vestibulares em universidades na Rússia.

O anúncio foi feito pelo chefe do Serviço Federal, Sergey Kravtsov. Ele afirmou:

“Também falamos sobre o uso da tecnologia blockchain no EEU e este ano essa tecnologia será utilizada no EEU, utilizando novas tecnologias de impressão e digitalização [do exame].”

Na semana passada, o Ministério da Educação e Ciência da Rússia apresentou uma plataforma baseada na tecnologia blockchain projetada para rastrear diamontes naturais, como relatou a Cointelegraph em 30 de janeiro.

Também em janeiro, Astana, a capital do Cazaquistão, introduziu um sistema baseado em tecnologia blockchain projetado para gerenciar listas de espera para jardins da infância, escreveu a Cointelegraph em 29 de janeiro.

A Rússia está atualmente no processo de criação de legislação para regulamentação de blockchain e criptomoeda no país. No entanto, depois de aprovar a legislação relacionada em sua primeira leitura, em maio de 2018, os legisladores russos enviaram o projeto de lei de volta para ser editado.