Traders oferecem desconto para negociar Bitcoins presos nas plataformas do GBB, Atlas Quantum e Unick Forex

Os clientes que têm seus fundos presos em plataformas de negociação de criptomoedas no Brasil estão recorrendo a grupos no WhatsApp e no Telegram para tentar vender seus Bitcoin (BTC) com até 8% de desconto.

Grupos sob os nomes BitCraudio (referência aos Bitcoins presos na NegocieCoins), BitUnick e BitAtlas ganharam os aplicativos de mensagens com os usuários negociando as criptomoedas e tentando se desfazer dos fundos enquanto não conseguem completar suas ordens de saque.

Como o Cointelegraph Brasil tem noticiado, as três empresas, Grupo Bitcoin Banco, Unick Forex e Atlas Quantum têm sofrido nos últimos meses com sanções da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), com algumas inclusive enfrentando acusações de fraude e outros crimes pelas autoridades brasileiras.

O Grupo Bitcoin Banco, por exemplo revelou neste fim-de-semana que deve suspender suas exchanges NegocieCoins e TemBTC para "reformular suas exchanges". Os proprietários do grupo têm sido alvos da justiça, com bloqueio de bens e acusações de participação em pirâmide financeira. A empresa não estipulou prazo para pagar suas dívidas aos investidores.

Como o Cointelegraph Brasil também noticiou, os usuários da NegocieCoins chegaram a oferecer até 90% de desconto pra negociar seus fundos presos na plataforma.

Já a Unick Forex foi proibida de atuar pela CVM e negou recentemente ser uma empresa de investimentos em criptomoedas, alegando que sempre trabalhou como e-commerce. Apesar disso, uma série de vídeos promocionais e relatos de clientes confirma que a empresa oferecia investimentos em criptomoedas. A empresa já reúne 9.000 reclamações no Reclame Aqui.

Finalmente, a Atlas Quantum na última semana disse ter problemas para completar volume de saques "anormal" em sua plataforma, especialmente devido a procedimentos de confirmação de identidade junto a exchanges internacionais. A empresa estipulou prazo de 30 dias para resolver todos os pedidos de saque.