Unick Forex libera saques mas mesmo depois de anúncio ninguém recebeu rendimentos nem em Reais nem em Bitcoin

A suposta pirâmide financeira Unick Forex, anunciou que liberou o saque para os clientes que desejam retirar seus investimentos e fechar seu cadastro na plataforma, conforme anuncio da empresa compartilhado com o Cointelegraph em 18 de setembro.

Entretanto, apeasar do anúncio, nada mudou. Investidores consultados pela nossa reportagem alegaram que continuam com os valores bloqueados e que o anúncio não passou de mais uma desculpa da Unick.

"Liberaram o saque mas não pagaram nada. Solicitar saque é fácil, difícil é eles pagarem", declarou um investidor.

Outro investidor argumentou que, na verdade, as solicitações de saques sempre estiveram abertas, no entanto, receber, seja em Bitcoins ou Reais, é praticamente impossível.

"Não conheço ninguem que tenha recebido um real sequer. As solicitações de saque sempre estiveram abertas, mas primeiro era culpa da urpay, depois do site, depois de um hacker, depois muitos acessos, depois das notícias, enfim, a culpa sempre é de alguem, nunca deles que não pagam", desabafou.

Recentemente, a suposta pirâmide finaceira, Unick Forex, que afirma investir em Bitcoin e criptomoedas prometendo atla rentabilidade, bateu um recorde de reclamações no Reclame Aqui. A empresa, que já teve diversos alertas emitidos pela Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM), está com mais de 11 mil reclamações.

A grande maioria das reclamações são justamente sobre atraso em saques na plataforma que não vem honrando os prazos acordados com os clientes. A empresa tem afirmado que cumprirá os pedidos de saques das contas canceladas em até 12 dias depois de confirmado, mas já há clientes com mais de 3 meses de atraso.

Um levantamento do Cointelegraph revelou também que a Unick está perto de ser julgada pela CVM que recebeu a manifestação da empresa dentro de seu processo sancionador

Como noticiou o Cointelegraph, a Unick afirmou, por meio de seu departamento jurídico que a empresa é perseguida pela mídia da mesma forma que o Presidente da República, Jair Bolsonaro.

A afirmação foi feita por meio de um texto publicado por Marcos Prata, que faz parte do jurídico da Unick Forex. O advogado alega “perseguição midiática” e “linchamento virtual”  por conta das reportagens que tratam das questões da empresa.