Autoridade Monetária de Singapura e JPMorgan divulgam protótipo de blockchain de várias moedas

O banco central de Singapura e a empresa de investimentos estatais criaram uma rede de pagamentos em várias moedas baseada no protótipo de uma blockchain, juntamente com o JPMorgan.

Uma reportagem de 11 de novembro do The Business Times indica que o protótipo foi projetado para permitir que pagamentos denominados em moedas diferentes sejam concluídos na mesma rede.

Interação com outras redes blockchain

A Autoridade Monetária de Singapura (MAS) - o banco central de fato da cidade-estado - liderou o desenvolvimento da nova solução, trabalhando em conjunto com a empresa de investimentos estatais Temasek Holdings e o maior banco dos Estados Unidos, o JPMorgan Chase.

Este último atuou na capacidade de provedor de infraestrutura para o desenvolvimento do protótipo, que faz parte do projeto de pesquisa do banco já existente "Ubin". O Ubin está agora em sua quinta fase e, até o momento, focou-se em aplicativos como o uso de blockchain para compensação e liquidação de pagamentos e valores mobiliários.

A MAS espera que a nova rede forneça às empresas uma eficiência de custo significativa. A ideia do protótipo é de a possibilidade de interação com outras redes blockchain para as conectar e integrar sem atrito.

Em um comunicado, o chefe de fintech da MAS, Sopnendu Mohanty, indicou as ambições mais amplas dos parceiros, observando que:

“Estamos ansiosos para nos conectar a mais redes blockchain para melhorar a conectividade transfronteiriça. Este será um grande passo à frente para tornar as transações internacionais mais rápidas, baratas e seguras.”

Sob a égide do Ubin, os parceiros foram além da experimentação técnica para investigar a viabilidade comercial do protótipo, interagindo com mais de 40 empresas financeiras e não financeiras para explorar os inúmeros benefícios potenciais da rede.

A importante empresa de consultoria transnacional Accenture foi contratada para publicar um relatório com os resultados do protótipo no início de 2020, que também indicará recursos adicionais que poderão ser fornecidos pela rede no futuro.

Desenvolvimentos a longo prazo

Neste outono, o CEO do JPMorgan Chase, Jamie Dimon, said que a possível stablecoin Libra do Facebook é "uma ideia interessante que nunca se realizará" - reforçando sua opinião anterior sobre as perspectivas do projeto.

O próprio JPMorgan espera executar um projeto piloto de seu próprio token digital, o JPM Coin, até o final de 2019.

Em uma publicação de quase um ano, a MAS divulgou um relatório aprofundado, juntamente com os bancos centrais do Canadá e do Reino Unido, que argumentava que as moedas digitais de banco central podem ajudar a melhorar o risco de crédito da contraparte para pagamentos interbancários transfronteiriços e liquidações.