Analista da PwC diz que blockchain oferece 'ilusão de rastreabilidade' para o Walmart

Especialistas alegam que o maior obstáculo enfrentado pelos sistemas blockchain adotados por gigantes do varejistas de alimentos como Walmart e Nestlé não tem nada a ver com a tecnologia em si.

Em uma entrevista à Tech Wire Asia, publicada em 7 de novembro, Craig Heraghty - líder de agronegócio da PwC, membro do Big Four da auditoria - refletiu sobre a tendência crescente da blockchain entre os principais varejistas do mundo. Ele argumentou que:

“O elo mais fraco da cadeia não é a blockchain ou qualquer tecnologia, o elo mais fraco é o pedaço de fita adesiva que coloca a etiqueta na embalagem. Você precisa pensar como um fraudador e ver onde é possível copiar um rótulo ou um código QR.”

"Uma tendência preocupante"

Heraghty argumentou que a blockchain é uma preocupação potencial, na medida em que fornece uma "ilusão de rastreabilidade" para cadeias de supermercados e consumidores, uma vez que, embora o próprio registro de dados possa ser inviolável, os pontos físicos de entrada não são necessariamente infalíveis.

Além desse ponto, Heraghty não teve outra alternativa que não enfatizar que o ônus permanece para as empresas de assumir a responsabilidade de tentar proteger seus sistemas contra a vulnerabilidade à fraude por parte de sabotadores desonestos.

Gigantes varejistas de alimentos ainda estão interessados

Conforme relatado, a ampla pesquisa do Walmart de projetos relacionados à blockchain até agora se concentrou no uso da tecnologia em áreas como gerenciamento da cadeia de suprimetosadministração, mercados para clientes e dispositivos inteligentes.

Mais recentemente, registrou uma patente para uma moeda digital em potencial que faria parte de um ecossistema de serviços baseado em blockchain e poderia apoiar uma "troca de valor de plataforma aberta para compras e para o trabalho de crowdsource".

A Nestlé, gigante varejista de alimentos sediada na Suíça, admitiu recentemente alguns dos desafios que enfrenta com seu próprio empreendimento de blockchain, observando que teve que adotar uma "mentalidade de startup" para avançar com suas ambições de transformação digital.

Neste verão, a iniciativa "Cadeia de origem" da Nestlé Austrália para implementar a tecnologia blockchain para gerenciamento da cadeia de suprimentos foi indicada a um prêmio pela empresa de inteligência de mercado dos Estados Unidos, a International Data Corporation.

O projeto visa permitir que os clientes da Nestlé rastreiem seus produtos usando blockchain em uma tentativa de fornecer informações mais transparentes sobre sua proveniência e produção.