Polícia de Manaus prende operador de suposto golpe com Bitcoin e criptomoedas

A Polícia Civil de Manaus, prendeu na noite de 16 de dezembro, uma pessoa acusada de aplicar golpes com bitcoin e criptomoedas prometendo lucros semanais, contudo, segundo denúncias feitas à Delegacia, apesar das promessas os supostos rendimento não eram pagos e vítimas teriam relatado não ter conseguido sacar os valores investidos.

Segundo informações, a polícia estima que mais de 90 pessoas tenham sido vítimas do golpe. Além da prisão do suposto operador, que não teve o nome divulgado, a Polícia até ontem, a Polícia ainda realizou buscas com o objetivo de prender outro suspeito que também é acusado de participação no suposto golpe.

"É uma pirâmide financeira. Ou seja, você depositava R$ 100 mil com eles, aí toda semana ele lhe dava 5% do valor, no caso, R$ 5 mil. E o seu dinheiro dobrava em 20 semanas. E, após um ano, eles devolvem seu dinheiro todo. Só que isso é só para chamar clientes, depois é golpe", explicou o delegado Aldeney Goes, titular da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd).

Segundo informações, nenhuma das pessoas citadas no caso teria autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para atuar oferecendo investimentos no Brasil. Além disso a empresa também não tinha qualquer registro na CVM, desta forma, as operações são consideradas ilegais.

Na operação também teriam sido apreendidos computadores e outros itens que podem indicar o crime. Ainda segundo Goes, a garantia de lucro às vítimas dada pelo empresário desconsiderava a variação de mercado que incide sobre qualquer tipo de investimento.

"Neste processo que nós temos aqui, temos cerca de dez vítimas, mas ainda há muitas pessoas vindo aqui na delegacia", finalizou Goes.

Como noticiou o Cointelegraph um pouco mais cedo, em um outro caso de suposto golpe, um investidor relatou que teria vendido a própria casa para conseguir recursos para aplicar na suposta pirâmide financeira GenBit, que já teve um alerta da CVM para suspender suas atividades.

Confira mais notícias