Polícia diz Unick Forex chegou a receber R$ 40 milhões por dia e que prisões desarticularam núcleo criminoso

Representantes da Polícia Federal deram uma entrevista coletiva nesta quinta-feira para tratar das 10 prisões e cumprimento de mandatos de apreensão contra envolvidos nas atividades da empresa Unick Forex, acusada de lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Segundo o superintendente da PF do Rio Grande do Sul, Alexandre Isbarrola, as autoridades receberam uma notícia-crime de pirâmide financeira em atividade em diversos estados do país, o que levou à investigação.

Ao longo da apuração, além de comprovada a pirâmide financeira, foi apurada prática de forex (proibida no Brasil), captação irregular de valores, evasão de divisas e lavagam de dinheiro.

A Unick Forex, segundo a apuração, oferecia retorno de 100% do investimento em até seis meses. A PF diz que a empresa chegou a receber R$ 40 milhões por dia de investidores. A Polícia também apura grandes remessas da empresa para exchanges no exterior, incluindo operações em criptomoedas.

Os presos, segundo a PF, fazem parte do núcleo criminoso da Unick Forex, como o presidente Leidimar Lopes, diretores, representantes da empresa e outras pessoas que se envolveram nos crimes de lavagem de dinheiro.

Também foi confirmadas as operações da empresa em Belize, como noticiou o Cointelegraph Brasil, para onde o presidente da Unick Forex teria imigrado quando o escândalo de pagamentos travados foi à público.

Proibida de operar pela Comissão de Valores Mobiliários, a Unick Forex ignorou as decisões da autarquia e não interrompeu as ofertas, diz o superintendente da PF:

"À revelia de qualquer instituição, eles seguiram atuando e captando clientes. [...] A questão deles não obedecerem à CVM era menor pra eles. Muito antes eles já incorriam em crimes, e crimes muito mais graves, sem qualquer pudor ou freio moral ou jurídico que os impedissem de seguir atuando."

Os mandados de busca e apreensão cumpridos nesta quinta-feira devem abrir uma nova etapa na investigação, ao ouvir os 10 representantes da empresa que foram presos e investigação do material apreendido.

Ele também confirma que houve sequestro de bens e valores de "alta soma", entre eles 48 veículos de luxo, e que eles podem ser usados para ressarcir os investidores afetados pela Unick Forex.

A PF diz que a empresa chegou a 1 milhão de clientes e recebia R$ 40 milhões por dia de investidores. Em todo o mundo, a Unick Forex teria arrecadado cerca de R$ 9 bilhões.