Relatório indica que só 8% das moedas que passaram por mixers de cripto têm relação com atividades ilícitas

Os fundos roubados representam apenas 8,1% de tudo o que passou por mixers de criptomoeda - serviços de mistura de criptomoedas - de acordo com a Chainalysis, empresa de análises de blockchain baseada em Nova York.

O principal uso é por motivos de privacidade

De acordo com um webinar recente da Chainalysis, a maior parte dos fundos enviados para serviços de mixers de criptomoedas ou tumblers vem de exchanges, o que indica que tais fundos são usados ​​principalmente para fins de privacidade e não para atividades ilícitas.

Realizado em 14 de agosto, o webinar chamado "Tipologias de criptomoeda: O que você deve saber sobre quem é quem nas blockchains" abrange um grande número de tipologias de risco na indústria de cripto, incluindo mercados na darknet, financiamento do terrorismo, endereços de cripto sancionados, fundos roubados, golpes e outros.

Ainda o principal destino das criptos roubadas

Na apresentação no webinar, a Chainalysis descreveu um mixer de cripto como websites ou software para ofuscar a fonte de fundos, que não requer nenhum procedimento de Conheça seu Cliente, existe tanto na "clearnet" quanto na darknet e é tipicamente controlado de maneira centralizada.

Identificando os mixers como uma tipologia de alto risco, a Chainalysis afirma que cerca de 40% de todos os fundos em cripto originam-se de exchanges cripto, enquanto apenas 2,7% são provenientes de mercados da darknet.

Uma fração significativa de fundos em mixers de cripto é representada por aqueles que vêm de outros serviços de mistura de cripto, o que supostamente é acreditado pelas pessoas para adicionar uma camada extra de ofuscação, explica Hanna Curtis, gerente de produtos sênior de dados da Chainalysis.

Enquanto moedas roubadas representam cerca de 8% dos fundos que passam por mixers de cripto, esses serviços de anonimato ainda são o principal destino de criptomoedas depois que elas são roubadas, afirmou Curtis.

Funds’ origin on crypto mixers

Origem de fundos em mixers de cripto. Fonte: Chainalysis

Além disso, a Chainalysis observou uma crescente popularidade dos protocolos de mistura descentralizada, em oposição aos centralizados, devido à vulnerabilidade existente às autoridades policiais.

Segundo a empresa, a Wasabi Wallet misturou um total de US$ 250 milhões em Bitcoin (BTC) até agora em 2019, registrando um aumento significativo em volume desde janeiro.

Em comparação, o grande tumbler centralizado de cripto Bestmixer, que foi fechado pela Europol em maio de 2019, misturou US$ 200 milhões em um período de doze meses, segundo a Chainalysis.

Recentemente, a empresa de fluxo de capital cripto baseada em Luxemburgo Clain publicou uma pesquisa alegando que pelo menos 4.836 Bitcoins roubados da exchane Binance em maio de 2019 foram lavados através do serviço de mixer de cripto Chipmixer.