Relatório aponta que fatores macro estão criando a 'tempestade perfeita' para o aumento do preço do Bitcoin

A emrpesa de pesquisa de ativos digitais Delphi Digital diz que o cenário macroeconômico está criando a “tempestade perfeita” para inflar a valorização do preço do Bitcoin.

Flexibilização monetária, pico da cripto

Em um novo relatório citado pela Forbes em 1º de agosto, os pesquisadores isolaram a virada dovish na política global de bancos centrais como o fator de destaque capaz de impulsionar o preço do Bitcoin em alta:

“Primeiro, e sem dúvida o mais importante, o sentimento dos bancos centrais globais deu uma guinada drástica em direção a políticas monetárias mais dovish. O Fed, o BCE, o BOJ, o PBOC e muitos outros agora estão preparando os participantes do mercado para mais cortes de juros e medidas adicionais de estímulo, enquanto tentam manter a atual expansão econômica.”

O consenso dos banqueiros centrais em torno da necessidade de flexibilização quantitativa origina uma paisagem geopolítica moldada por tensões comerciais prolongadas entre Estados Unidos e China, o decepcionante crescimento do PIB da Alemanha e o esperado embate de um possível Brexit sem acordo.

A narrativa de ouro digital

Além do afrouxamento monetário, o risco crescente de desvalorização da moeda fiduciária representa um catalisador de longo prazo que provavelmente impulsionará ainda mais o preço do Bitcoin e do ouro físico, argumenta o relatório.

Como é frequentemente discutido, a já programada escassez do Bitcoin e seu potencial para servir como uma reserva de valor em uma economia mundial vacilante lhe valeu o apelido de “ouro digital” - uma narrativa consolidada na nova análise da Delphi.

Em uma discussão sobre os dois ativos, o relatório argumenta que a visão do ouro digital é cada vez mais relevante em meio a “políticas monetárias extremas e crescentes tensões geopolíticas” e que:

"O tamanho relativo do valor de mercado do Bitcoin em comparação com o mercado de ouro inversível, por exemplo, torna uma oportunidade tentadora para os investidores que precisam de ativos com potencial de crescimento acima da média também."

A Delphi Digital, de fato, prevê que, devido a suas propriedades únicas não-soberanas, o mercado de Bitcoin poderia futuramente superar o atual mercado de ouro - de mais de US$ 7 trilhões no outono de 2018.

Conforme reportado ontem (1), um ex-executivo de alto nível da Goldman Sachs previu que o valor de mercado do Bitcoin poderia atingir cerca de US$ 8 trilhões no futuro.

Perspectivas compartilhadas

A visão da Delphi Digital sobre a correlação do Bitcoin com os fatores macroeconômicos foi repetida por pessoas como Anthony Pompliano, que recentemente afirmou que a esperada virada dovish do Banco Central Europeu será “combustível de foguete” para o Bitcoin.

Também neste verão, o chefe da estratégia global de crédito fundamental do Deutsche Bank observou que as políticas dovish dos bancos centrais estão impactando positivamente as moedas “alternativas”, como o Bitcoin, enquanto prejudica os bancos de investimento.