No mais recente ranking de criptomoedas da China, EOS ocupa o primeiro lugar e Bitcoin é o 11º

O grupo de trabalho de tecnologia apoiado pelo estado da China divulgou seu décimo quarto relatório de ranking de criptomoedas, com o Bitcoin (BTC) em 11º e o EOS (EOS) mantendo o primeiro lugar no final de setembro de 2019.

As listagens classificam 35 ativos no total, conforme relatado em 29 de setembro pelo portal de informações on-line do Centro de Informações e Desenvolvimento da Indústria (CCID).

Remodelações

Comparado com a última parcela do ranking em julho, o Bitcoin manteve sua posição, enquanto a altcoin Tron desbancou o Ether (ETH) do segundo lugar. O XRP subiu da 30ª para a 20ª posição.

CCID cryptocurrency rankings, Sep. 2019

Ranking de criptomoedas do CCID, setembro de 2019. Fonte: CCIDnet

O Qutum (QTUM) subiu de 18º para 8º, o Lisk (LSK) foi de 14º para 7º e o Dash (DASH) de 21º para 17º.

Boom da blockchain na China

Sob a égide do Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China, o CCID lançou seu relatório mensal de classificações de criptomoedas em maio de 2018 e concedeu ao Ether a primeira posição das 28 moedas originais.

Os ativos são avaliados de acordo com três parâmetros: tecnologia básica, aplicação e inovação.

O Tron - incluído pela primeira vez no ranking do CCID em fevereiro - registrou nesta segunda-feira ganhos de até 25% em relação ao dólar dos EUA, talvez após o anúncio do CEO da empresa, Justin Sun, de uma parceria importante, ainda não revelada, com uma suposta "mega corporação".

Nesse mesmo dia, o presidente da China, Xi Jinping, pediu a aceleração da adoção nacional da tecnologia blockchain em um discurso oficial.

A intervenção do presidente Xi e os sinais positivos do Banco Popular da China provocaram um grande aumento no setor de blockchain doméstico nesta semana - estimulando as bolsas de valores e o fervoroso interesse do público.