Lançadas avaliações de criptomoedas do Ministério de TI chinês: Ethereum é o 1º e Bitcoin o 13º de 28

O Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China divulgou seus índices oficiais de criptomoeda. Os “especialistas nacionais” concederam ao Ethereum o 1º lugar e ao Bitcoin 13º de 28 posições em 17 de maio.

Como informa a conta on-line de notícias sobre cripto cnLedger citando a mídia local China Electronics News (CEN), as cinco principais criptomoedas do governo chinês começam pelo Ethereum, seguidas por Steem, Lisk, NEO e Komodo.

1/Lançadas as cotações de blockchain público pelo Ministério da China: #Ethereum ocupa o topo das 28 criptos avaliados. Fonte (em chinês):

A primeira parcela das classificações envolveu 28 criptomoedas, com o Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação de Pequim buscando expandir a série para incluir projetos públicos de blockchain e mais ativos de cripto.

O esquema só veio à luz no início deste mês, quando o Ministério anunciou em uma conferência em Pequim.

"Especialistas e acadêmicos nacionais de primeira linha" contribuíram para as cotações, que eles calcularam com base em três índices: "tecnologia", "aplicação" e "inovação".

O Ethereum obteve uma pontuação alta em todos os três, dando a ele uma classificação de liderança que ecoa seu primeiro lugar nos rankings de criptomoeda da Weiss em janeiro deste ano.

Por outro lado, o Bitcoin parecia estar ausente nos campos de “tecnologia” e “aplicação”, apesar de vencer todos os outros ativos de cripto em “inovação”.

“Os resultados mostram que o representante típico da tecnologia blockchain de segunda geração é o índice de avaliação de tecnologia do Ethereum”, escreveu o CEN.

Respondendo no Twitter, os comentaristas, no entanto, acharam difícil entender a lógica da China, clima semelhante ao alvoroço que se seguiu quando a Weiss deu ao Bitcoin um 'C+'.