Coincheck lança mesa de negociações sobre o balcão Bitcoin para clientes de grande porte

Aviso: este artigo afirmava anteriormente que o novo produto da Coincheck era voltado para clientes institucionais. O texto foi atualizado para maior precisão.

 

exchange de criptomoedas japonesa Coincheck lançou uma mesa de negociação sobre o balcão (OTC) de Bitcoin (BTC) para investidores em larga escala. noticiou o Cointelegraph Japan em 1º de abril.

A mesa de operações OTC da Coincheck permitirá que os clientes negociem diretamente grandes volumes de Bitcoin - a partir de 50 BTC (US$ 207.000 até o tempo de impressão) - entre si usando uma interface da Web hospedada pela Coincheck.

O horário de funcionamento será limitado aos dias da semana das 10:00 às 15:00 (JST) e as horas extras e o uso do aplicativo Coincheck ou da API não são elegíveis, esclareceu a exchange em um post que acompanha o lançamento do novo balcão.

A Coincheck escreveu que o novo serviço permitirá que os agentes de larga escala comprem e vendam grandes quantidades de cripto rapidamente, e também indicou que vai considerar a possibilidade de adicionar suporte de OTC para outras criptomoedas além do Bitcoin no futuro.

Como publicado anteriormente, a Coinbase, importante provedora de servios de exchange de criptomoedas e carteira dos EUA, lançou seus próprios serviços de balcão para clientes institucionais em novembro de 2018, tendo passado por um processo para se tornar um corretor totalmente regulado pela Comissão de Valores Mobiliários (SEC) no ano passado.

A Coincheck - que notoriamente sofreu uma quebra recorde de 532 milhoes de dólares em janeiro de 2018 - foi adquirida pela corretora japonesa Monex Group em meados de abril daquele ano, em um movimento para reformular sua composição e administração de acionistas.

Sob a nova administração da Monex, a Coincheck tomou uma série de medidas para melhorar seus sistemas de proteção e negociação, bem como reembolsar os clientes afetados pelo hack. Em meados de novembro de 2018, a Coincheck retomou o comércio de cripto, além de se juntar à Japan Network Security Association em uma tentativa declarada de restaurar sua imagem. A exchange recebeu uma licença de operação da Agência de Serviços Financeiros do Japão em dezembro de 2018.