Japão: A casa de câmbio Coincheck congela todos os saques, uma vez que houve uma baixa de $723 milhões na sua carteira virtual

Atualizado em 26 de janeiro, 3:00 pm UTC: a Coincheck informou a transferência inapropriada de $532 milhões em NEM para as autoridades financeiras e para a policia, isso de acordo com Nikkei.

Atualizado em 26 de janeiro, 2:00 pm UTC: o presidente da fundação NEM, Long Wong apareceu para confirmar que a Coincheck foi hackeada, e definiu o roubo como "omaior roubo na história mundial."

A casa de câmbio digital japonesa Coincheck, suspendeu todos os saques, uma vez que um pagamento em Ripple no valor de $123 milhões saíram da sua carteira nesta sexta-feira, 26 de janeiro.

No que parece ser um problema ligado ao apoio do altcoin NEM , a Coincheck, que está entre as maiores exchanges (casas de câmbio virtual) do Japão, de repente congelou os depósitos do token NEM.

A publicação em um blog de uma correspondente afirmou:

"O depósito de NEM na Coincheck está atualmente restrito. Os depósitos feitos na sua conta não serão refletidos no seu saldo e recomendamos que todos os usuários se abstenham de fazer depósitos até que a restrição tenha se normalizado."

A restrição, em seguida, se espalhou para as vendas e aquisições do NEM, seguido de saques, antes quer a agência interrompesse todos os saques de moedas, tanto criptomoedas como fiat.

"Todos os saques da plataforma estão atualmente restritos, incluindo o JPY. Agradecemos a sua compreensão. Estamos fazendo o máximo para retomar as operações normalmente o mais rápido possível ", diz a atualização mais recente das postagens do blog.

Uma vez que as operações começaram a ser desligadas, a carteira virtual da Coincheck foi alterada para uma soma única de 101.265.057 XRPs, no valor de aproximadamente $ 123,5 milhões. Além do mais, relatórios não confirmados pela Cointelegraph alegam que $600 milhões em NEM deixaram a exchange.

"Um enorme número de XRPs mudou-se de Coincheck para algum outro lugar !!! Isso está relacionado com o congelamento comercial de hoje do NEM?"

Nas mídias sociais inglesas e japonesas, a Coincheck prometeu aos usuários que forneceria detalhes completos no devido tempo, enquanto isso, entretanto, pedia desculpas pelo abrupto corte nos serviços.

Notavelmente, a Coincheck não está registrada no "Japan's Financial Services Authority" - um órgão regulamentador responsável pela supervisão das exchanges no país - ao contrário de várias outras casas de câmbio digital importantes, como a BitFlyer e a Quoine.

Os relatórios também surgiram da mídia japonesa, que já vai se reunindo na sede da Coinchek.


Siga-nos no Facebook