A Coincheck vai reembolsar todos os clientes afetados pelo ataque, amparada pelo suporte comunitário

A "exchange" (casa de câmbio digital) japonesa Coincheck ,anunciou neste sábado, 27 de Janeiro, que emitirá reembolsos completos a todos os 260.000 usuários que foram vítimas da pirataria do NEM desta sexta-fera.

A Coincheck sofreu um ataque ontem, 26 de Janeiro, resultando em uma enorme perda de 523 milhões de moedas NEM, com valor aproximado de $534 milhões naquele momento. Durante um comunicado de imprensa que seguiu o ataque, os representantes da exchange revelaram que os fundos foram armazenados em uma carteira hot (quente) de assinatura única, constituindo um ambiente de segurança relativamente baixa.

A empresa confirmou sua intenção de reembolsar o dinheiro roubado aos usuários afetados. De acordo com o anúncio, os reembolsos serão feitos usando o próprio capital da casa de câmbio.

A empresa ainda está considerando o tempo exato e a metodologia que será usada para o processo. No entanto, já foi anunciado que a compensação por cada moeda NEM será de 88.549 Ienes (moeda japonesa), que é a taxa de câmbio de média ponderada durante o período a partir do qual a negociação foi interrompida até o lançamento do último anúncio.

A Coincheck indicou que eles estão referenciando a taxa de câmbio XEM / JPY (Ienes) no Zaif, outra casa de câmbio japonesa que possui o maior volume de negociação para o XEM globalmente.

Além disso, a Coincheck confirmou novamente sua intenção de permanecer no mercado, ao contrário de declarar falência, dizendo:

"Juntamente com os nossos esforços em curso para arquivar os aplicativos para serem registrados como um provedor de serviços de câmbio de moedas digitais com a agência de serviços financeiros, continuaremos os negócios".

Comunidade reage favoravelmente

O roubo das moedas do NEM representa o maior evento de invasão hacker na história da criptomoeda desde o infame colapso da Mt. Gox, que também aconteceu no Japão. O fato de que a comunidade local já ter sido "testada em batalha", provavelmente contribuiu para que ela permaneça em grande parte inabalável pelos eventos mais recentes.

Isso é aparentemente refletido pelos números, já que os mercados japoneses de criptomoedas estão em ascensão hoje, menos de 24 horas desde que o ataque ocorreu.

[O par # BTC / JPY com relação de variação de 24 horas] + 3.26% (+38393)

O NEM também respondeu favoravelmente em escala global, com um salto de quase 30% no anúncio da Coincheck, de acordo com a Coinmarketcap.

NEM

A necessidade de apoiar a Coincheck, especialmente à luz do compromisso de reembolsar os clientes afetados, tem sido um sentimento comum entre os líderes de opinião da comunidade cripto japonesa hoje, mesmo que reconhecessem a parte da casa de câmbio não fornecer segurança suficiente para a carteira NEM.

"Repórteres, não há dúvida de que não há cheques de moeda, mas vamos fazer isso na feira. Para ser sincero, é terrível. Pessoalmente, declaro que vou rejeitar todas as entrevistas para a imprensa desta vez".

"Em outras palavras, tentar esmagar o cheque de moeda é negativo para todo o mercado e o Japão descarta o tema que só pode se tornar NO 1. E não só o mercado de moeda virtual, a Nikkei caiu, o salário não aumentou, a inflação avançou e todos retornaram ao Titanic. Vamos assumir riscos e mudar algo".

Enquanto isso, a equipe de desenvolvimento por trás do NEM anunciou que está trabalhando em um sistema automatizado que rastreará as moedas roubadas e marcará todos os endereços que recebem o dinheiro "manchado". Isso permitirá que qualquer troca de criptomoedas inclua a lista negra das contas dos hackers, impedindo que cobrem sua fortuna ilegalmente obtida.