Empresa de inteligência blockchain Chainalysis expande recursos de monitoramento para cobrir 10 criptos

A empresa de complaince de blockchain baseada em Nova York Chainalysis expandiu suas ferramentas de monitoramento para cobrir um total de 10 criptomoedas, como a Reuters informou em 24 de abril.

A Chainalysis é um dos players de mais alto perfil na indústria de inteligência blockchain, fornecendo tecnologia - como sua ferramenta  KYT (Know Your Transaction) — que permite que empresas, governos e agentes da lei possam rastrear o fluxo de criptomoedas na blockchain e identificar transações ilícitas suspeitas, ajudando a desvendar lavagem de dinheiro ou financiamento terrorista.

A empresa teria emitido uma declaração destacando sua expansão das ferramentas de monitoramento vêm na linha do esperado estabelecimento de um padrão regulatório global, que requeriria que empresas como exchanges cripto e instituições financeiras possam automatizar o monitoramento de transações blockchain para as criptomoedas que elas suportam.

Também hoje, quatro outras criptos — três stablecoins, Gemini Dollar (GUSD), Tether (USDT) and Usd Coin (USDC), assim como o token nativo da exchange Binance, o Binance Coin (BNB) — podem ser observados por usuários da KYT em tempo real.

Durante o último ano, a empresa expandiu-se para além das suas capacidades originais de monitoramento de Bitcoin (BTC) e lançou suporte da KYT para Ethereum (ETH), Bitcoin Cash (BCH), Litecoin (LTC), Trueusd (TUSD), e Paxos Standard (PAX), segundo a Reuters.

Em uma entrevista para a Reuter, o co-fundador e diretor de operações co-founder da Chainalysis Jonathan Levin declarou que:

“Nós temos investido no último ano para rearquitetar toda nossa plataforma para suportar blockchains múltiplas diante da regulação global. A regulação global para a indústria de criptomoedas é inevitável para que um sistema financeiro verdadeiramente sem fronteiras possa conquistar a adoção do mainstream.”

Como já noticiado, a Chainalysis lançou uma declaração oficial em março esclarecendo que não coleta ou vende dados pessoais de usuários quando fornece seus serviços a exchanges.

A declaração foi feita em resposta às alegações de que empresas de inteligência blockchain podem estar distribuindo os dados de seus clientes, o que desencadeou em polêmica na comunidade sobre a compra da empresa de análise blockchain Neutrino pela Coinbase.

A empresa de análise blockchain baseada em Londres Elliptic — que fornece tecnologia para a Coinbase — foi levada a fazer uma declaração similar em resposta a tais acusações.

Em fevereiro, a Chainalysis levantou $30 million em uma rodade de investimentos de Série B liderada pela gigante de investimentos de risco Accel, e selou posteriormente US$ 6 milhões da grande investidora japonesa Mitsubishi UFJ Financial Group e da empresa de capital de risco Sozo neste mês.