Bitcoin roubado no hack da Binance é movido para sete endereços

Os proventos do hack de ontem da exchange de criptomoedas Binance foram transferidos para sete endereços, informou o site The Block, em 9 de maio.

O delito resultou no roubo de cerca de 7.074 Bitcoins (BTC) - no valor de quase US$ 42,8 milhões no momento desta publicação - da carteira quente da bolsa. A transação teve 44 saídas, 21 das quais eram endereços nativos da Segregated Witness, e esses endereços receberam 99,97% dos fundos.

De acordo com o The Block, os fundos desses 44 endereços foram supostamente transferidos para sete endereços, seis dos quais com 1.060,6 BTC, enquanto um detém 707,1 BTC. Anteriormente, a firma de financiamento contra a lavagem de dinheiro e antiterrorismo Confirm havia informado que sua análise mostrava como 1.227 BTC foram transferidos para dois novos endereços, um contendo 707 moedas e o outro 520.

O CEO da Binance, Changpeng Zhao dedicou sua AMA ao vivo de ontem on Twitter para abordar as preocupações da comunidade na esteira do hack, também discutindo a ideia de uma reorganização da cadeia do Bitcoin.

Como o Cointelegraph informou ontem, oito pessoas foram presas na Espanha por supostamente operar um esquema de lavagem de dinheiro envolvendo criptomoedas.

No início desta semana, o famoso economista americano e ganhador do Prêmio Nobel, Joseph Stiglitz, reiterou sua posição negativa sobre as criptomoedas, afirmando que ele acha que "deveríamos acabar com as criptomoedas".