Com quase 9 mil reclamações e saques atrasados Unick Forex pede que clientes declararem em cartório que empresa pagou tudo

A Unick Forex, anunciou uma medida um tanto quanto estranha e agora, mesmo sem pagar clientes, pedem que eles reconheçam em cartório que a empresa honrou com seus compromissos, segundo um documento obtido pelo Portal do Bitcoin.

O documento é encaminhado aos clientes que pedem a restituição de seus valores investidos e o cancelamento de suas contas. Denominado “Termo de encerramento de contrato e quitação de valores”, contém as informações dos clientes, bem com planos adquiridos mas não fala nada sobre o pagamento efetivo dos valores embora peça que o cliente reconheça em cartório que a empresa "pagou tudo".

A medida causou grande estranhamento e clientes tem questionado porque a empresa "não paga de uma vez" já que afirma ser a maior do Brasil e ter milhões sob custódia.

Receosos com a situação clientes da Unick Forex, uma suposta pirâmide financeira baseada em Bitcoin, tem procurado a justiça e sites como o Reclame Aqui que registrou uma nova explosão de queixas contra e empresa. Agora são quase 9 mil reclamações de clientes que não conseguem reaver seus valores.

A Unick alega que "o termo de quitação só é válido após o pagamento, para a sua segurança a S.A CAPITAL está pedindo a documentação pois ela é para sua segurança, e todos os pedidos de cancelamentos serão pagos, pois a empresa cumpre com a qualidade prestada aos seus clientes, o senhor pode ficar tranquilo se pediu seu cancelamento o senhor irá receber normalmente como qualquer outro cliente que pediu a devolução de valores"

Como reportou o Cointelegraph, a empresa respondeu a um investidor no site Reclame Aqui dizendo que é apenas uma "e-commerce" e "nunca foi empresa de investimento". Segundo o texto, ao responder um dos chamados abertos no Reclame Aqui, a Unick publicou:

"Somos uma e-commerce, uma estrutura empresarial cuja atuação é feita no mercado digital. [...] A UNICK nunca foi empresa de investimento, ela não paga rendimentos, e sim bonificações."

A Unick Forex parou de pagar os resgates aos investidores em 2 de agosto, como publicou o Cointelegraph Brasil. A empresa chegou a afirmar prejuízo de R$ 1,6 bilhão por um ataque hacker, mas não apresentou provas do ocorrido. Depois disso, a empresa mudou de nome para Unick Academy, nomenclatura que no setor é usada para designar fundações educacionais.

Recentemente,  o humorista Manfried Sant'Anna, conhecido como Dedé Santana, o "Dedé", do icônico grupo "Os Trapalhões" que fez história como programa humorístico na televisão brasileira, conforme vídeo, publicado em 22 de agosto.

No vídeo a história de Dedé e os Trapalhões, que por desentendimentos levou a separação do grupo e uma posterior reunião, entre Dedé e Didi, é usada por Danter Silva, Diretor de marketing da Unick, como analogia da história da empresa que, "as vezes precisa tomar uma decisão que desagrada muita gente e depois o recomeço é difícil"

"Eu sempre tive confiança em vocês. Eu tô firme aqui. Tamo junto e misturado", diz Dedé.