'O que você chama de fim pode ser um recomeço', diz Unick Forex, com saques atrasados, suspensão da CVM e processos judiciais

"De repente o que você chama de fim, pode ser um novo recomeço", diz uma frase da Unick Forex, pubicada na suposta nova plataforma da empresa, que, segundo divulgação da própria companhia, era para ter entrado no ar hoje, 15 de agosto.

A Unick Forex, acusada de operar uma suposta pirâmide financeria com Bitcoin e criptomoedas, havia anunciado que resolveria todos os problemas com saques atrasados assim que ativasse um novo sistema, que começaria a operar hoje, no entanto, até a publicação desta reportagem o suposto novo site só continha frases de efeito.

"Prepare-se a qualquer momento você pode se surpreender. A Unick está trazendo até você uma nova plataforma, com tecnologia de ponta para você ter a melhor experiência"

Apesar de todas as condenações da Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM) e da proibição da autarquia de qualquer empresa oferecer atividades de Forex no Brasil, a Unick afirma que vai continuar suas atividades e permanece oferencedo investimentos que estão proibidos pela CVM.

A empresa também enfrenta processos judiciais abertos por clientes que, insatisfeitos com o atraso nas solicitações para reaver os valores investidos, têm pedido bloqueios judiciais e tutelas de urgência contra a empresa.

As reclamações contra a Unick Forex exploriram e já passam de 5 mil. A imensa maioria das reclamações é sobre saques atrasados na plataforma, situação que já se alastra por cerca de três meses. Há clientes que relatam dificuldade para sacar até mesmo R$ 100, sendo que a Unick afirma ter centenas de milhões de reias sob custódia.

Segundo a empresa foi necessário fazer uma nova atualização na plataforma para viabilizar uma 'expansão' das atividades, no entanto, isso, segundo os organizadores da Unick, isso levou a empresa a congelar todos os pedidos de pagamento, assim como pontuações, bonificações e novos cadastros.

Como reportou o Cointelegraph, a empresa afirma que criou uma espécie de "lista negra" na qual todos os clientes que pediram saque na plataforma durante este período ou quiserem sair da Unick serão 'expulsos' e não poderam nunca mais retonar, contrariando todas as regras de Proteção ao Consumidor.

"Aqueles que quiserem sair da Unick Forex pode pedir o cancelamento da sua conta e o departamento jurídico irá viabilizar o saque dos valores, mas fiquem cientes que vocês terão seu CPF bloquedo na Unick Forex e nunca mais poderão voltar a participar das atividades da empresa", alegou um vídeo divulgado nas redes sociais.