'A Rede Record deveria devolver o dinheiro que investi na Investimento Bitcoin', alega cliente que não consegue reaver valores

Investidores têm usado as redes sociais para acusar a Rede Record, a TV Bandeirantes e o SBT pelos canais terem veiculado propagandas e ajudado a promover a suposta pirâmide financeira, Investimento Bitcoin que afirma aplicar no mercado Forex, que é proíbido no Brasil pela Comissão de Valores Mobiliários, CVM.

Segundo as vitimas, as propagandas, veículadas por personalidades famosas da televisão brasileira como Rodrigo Faro e José Luiz Datena, ajudaram a passar 'credibilidade' ao negócio que afirmava oferecer rendimentos de até 1% ao dia.

"Fiz investimento na Investimento Bitcoin pois vi os comerciais da Record e pessoas de renome fazendo o comercial, isso me passou mais certeza para investir, mas agora não consigo sacar meus valores", declarou um investidor de Pelotas, no Rio Grande do Sul.

No entanto, apesar das propagandas e da promoção dos 'famosos' a Investimento Bitcoin não têm autorização da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para atuar no Brasil e é suspeita de atuar como uma pirâmide financeira. Além disso não vem honrado com os saques prometidos há mais de 30 dias.

"A Investimento Bitcoin vem fazendo várias vítimas pelo Brasil assim como fez comigo, não pagam os saques a quase 2 meses e não mais respondem nossos email, fomos enganados, a empresa ganhou credibilidade porque passou em diversos canais de TV. (...) Alerta Brasil , tem gente vendendo suas casas, seus carros e bens materiais para investir, caiam fora, passem essa informação para todos os seus conhecidos", disse uma investidora da Bahia.

O Conar suspendeu as propagandas da Investimento Bitcoin, no entanto, a suspensão não impediu investidores de caírem no suposto golpe. Como este investidor de São Paulo, capital, que alega ter investido na empresa justamente por ver propagandas na televisão.

"Eu comecei a investir na empresa pelo fato dela ser anunciada nas mídias populares, pelos artistas fazerem a propaganda passando a confiança e a segurança para os investidores. Já fazem muitos dias que não pagam e não dão uma resposta, prometem pagar em até 24h, prometem segurança no investimento,mas não estão cumprindo com seu dever, eu investi R$ 7.300 reais e hoje estou totalmente arrependido. Quero meu dinheiro de volta, nem que a mídia que anunciou pague", declarou.

Outro investidor também pede que a Rede Record pague o dinheiro investido e não devolvido pela Investimento Bitcoin.

"Entrei na Investimento Bitcoin porque vi a propaganda na Rede Record. Que essa emissora deveria se responsabilizar também pelos danos que muita gente passou (...) eu gostaria de ter meu valor investido de volta", declara.

Um investidor de Nova Fátima, Paraná, também declarou que investiu na empresa por ver propagandas na televisão, "Fiz o investimento na empresa tendo em vista que confiei devido ela fazer diversas propagandas na TV e em outros canais de comunicação".

Mesma situação de outro investidor de São Paulo que também não consegue reaver os valores investidos, "só para reforçar os depoimentos de outros investidores, vimos as propagandas em grandes emissoras de TV (...) não temos onde recorrer ...às emissoras de TV devem ter contratado alguém para receberem os seus direitos....", alega.

Como noticiou o Cointelegraph, acusada de pirâmide financeira, a empresa oferece lucro fixo de 1 a 2% ao dia através de investimentos cripto e atividades forex, prática proibida no Brasil pela Comissão de Valores Mobiliários. Com saques atrasados e Investimento Bitcoin alega problemas 'na blockchain' para não pagar clientes, porém, não há qualquer problema com a rede do Bitcoin.