Departamento de Estado dos EUA sobre a Blockchain: Às vezes o governo deveria apenas 'sair da frente'

Uma alta funcionária do governo dos Estados Unidos disse que o país está monitorando de perto as abordagens globais de blockchain em um discurso no 4º Encontro Anual da DC Blockchain em 6 de março.

O evento, organizado pelo grupo de defesa da blockchain da Câmara de Comércio Digital (CDC), contou com vários oradores influentes da política dos EUA.

Neste ano, discutindo os esforços nacionais e coordenados internacionais em torno da blockchain, Manisha Singh, Subsecretária de Estado para o Crescimento Econômico, Energia e Meio Ambiente, explicou que a administração Trump está examinando detidamente as atividades de outros estados na área.

Falando sobre a perspectiva do Departamento de Estado sobre a blockchain e o que a agência busca para outras nações, Singh afirmou:

“Queremos que outros países adotem regulamentos leves e compatíveis para que o setor privado tenha espaço para inovar e aperfeiçoar possíveis novos usos para a blockchain. Como o governo, às vezes a melhor coisa que podemos fazer para ajudar é apenas sair da frente."

Sobre o papel atual do Departamento de Estado, ela acrescentou que a agência está atualmente na fase de pesquisa, procurando "entender melhor" a tecnologia. Ela afirmou: “a tecnologia blockchain está se tornando um fenômeno global. Portanto, é essencial que entendamos melhor essa tecnologia de ponta, à medida que ela se torna mais amplamente adotada em nossa economia. ”

Apesar de sua abordagem notoriamente fragmentada para a regulação de criptomoedas, os EUA avançaram com a experimentação da tecnologia blockchain em vários campos no nível estatal.

Como o Cointelegraph relatou, esses casos de uso incluíram recentemente procedimentos de defesa e votação, entre outros.

No momento atual, continuou Singh, os legisladores estão curiosos sobre a descentralização, declarando:

"Conduziremos a supervisão conforme necessário e garantiremos proteções públicas, mas nosso objetivo geral é entender os benefícios da natureza aberta e descentralizada dessa tecnologia."

Falando no mesmo evento, Christopher Giancarlo, presidente da Comissão de Negociação de Futuros de Commodities (CFTC), considerou até mesmo a blockchain como um fator de mitigação na crise econômica de 2008.

"Que diferença teria feito há uma década se a tecnologia blockchain tivesse sido a base informacional das exposições a derivativos de Wall Street", informou o Cointelegraph nesta quinta-feira.

Nesta semana, uma nova pesquisa colocou os gastos projetados em 2019 para a blockchain em pouco menos de três bilhões de dólares em todo o mundo.