Tribunal dos EUA condena traficante da dark web a pagar US$ 150 mil em Bitcoin

Um tribunal dos Estados Unidos ordenou que Christopher Bania, que recentemente se declarou culpado por tráfico de drogas, desistisse de quase 17 Bitcoin (BTC) - no valor de aproximadamente US$ 150 mil.

Lei e sua aplicação

De acordo com a ordem do tribunal de Wisconsin em 19 de outubro, Bania precisará pagar uma multa de "aproximadamente 16.91880054 Bitcoin, confiscados da conta 'Local Bitcoins', do acusado". Embora a quantia valha aproximadamente US$ 153.100 na data desta publicação, é muito menos que os 124 BTC que o tribunal está devolvendo ao réu, dentre várias outras criptomoedas, e mais de US $ 50.000 em dinheiro, apreendidos na sua residência após a prisão.

Embora tenha sido originalmente acusado de lavagem de dinheiro, importação de substâncias controladas e manutenção de uma propriedade de drogas, com base na defesa de Bania em 6 de setembro, ele foi de acusação de posse de substâncias controladas com a intenção de distribuir, o que acarreta uma sentença máxima de 20 anos de prisão.

A defesa de Bania admite que ele vende maconha, cocaína, MDMA e LSD na dark web. No entanto, ele nega a distribuição de metanfetaminas, heroína e pasta base de cocaína, que as autoridades também encontraram em sua casa.

A autoridade de fronteira dos EUA iniciou uma investigação sobre os negócios de Bania, depois de interceptar dois pacotes vindos da Bélgica, contendo MDMA. Os investigadores foram capazes de rastrear o uso de redes de distribuição na dark web, graças aos seus cadernos de transações, que os documentos do tribunal descrevem como "meticulosos".

Atualmente, a sentença está agendada para 9 de dezembro.

Processos recentes da dark web nos EUA

Um casal na Califórnia se declarou culpado de acusações semelhantes em agosto, como informou o Cointelegraph.

Perto do final de julho, um homem da Flórida admitiu operar uma enorme rede de distribuição online de opióides. O tribunal, nesse caso, multou-o em mais de US $ 4 milhões.