‘Chems_USA’ confessa culpa por ter liderado uma esquema de venda de opiáceos na dark web usando BTC

Um homem da Flórida se declarou culpado de participar de uma rede multimilionária de lavagem de dinheiro e tráfico de drogas com Bitcoin.

Segundo um comunicado de 25 de julho da Procuradoria do Distrito Sul de Nova York, o acusado, Richard Castro, se declarou culpado de lavagem de dinheiro e de conspiração para distribuir três substâncias opiáceas controladas através da Dark Web e de e-mails criptografados.

Castro - que usava diversos apelidos, como "Chems_usa", "Chemical_usa" e "Jagger109" - vendeu narcóticos em Bitcoin (BTC) e concordou no julgamento em pagar US$ 4.156.198,18, incluindo os fundos armazenados em sete endereços diferentes de carteira da BTC.

As três substâncias vendidas ilicitamente entre o outono de 2015 e a primavera de 2019 por Castro e seu co-réu e conspirador Luis Fernandez eram os opioides sintéticos carfentanil, fentanil e fenil fentanil. O primeiro destes, o fentanil, chega a ser mais forte do que a heroína, segundo o comunicado, que se refere ao carfentanil como uma droga cerca de 100 vezes mais forte que o fentanil.

Castro se gabava na dark web por ter completado mais de 3.200 transações em outros mercados - incluindo mais de 1.800 no AlphaBay. O texto ainda cita comentários de clientes de Castro na dark web, classificando as drogas como "extremamente potentes, definitivamente o verdadeiro 'Carf'". Outro usuário diz que "o Carfent é incrivelmente bem sintetizado, continue com o trabalho incrível."

Depois de encerrar suas operações dark web no verão de 2018, Castro migrou para e-mails criptografados, exigindo que os possíveis clientes pagassem primeiro uma taxa.

A investigação teve a participação de um policial à paisana infiltrado, o que levou às provas e às acusações contra o réu.

Em um comunicado, o Procurador de Manhattan, Geoffrey S. Berman, disse:

“Durante anos, Richard Castro usou a dark web para distribuir grandes quantidades de poderosos opióides [...] Ele pensou que poderia se esconder atrás do anonimato da internet, mas graças aos nossos colegas das forças da lei, 'Chems_usa' está agora na prisão dos EUA ”.

Fidel se declarou culpado de uma "conspiração para distribuição e posse de três substâncias controladas" - com pena mínima obrigatória de 10 anos de prisão e pena máxima de prisão perpétua - e uma acusação de lavagem de dinheiro, que tem uma sentença máxima prevista de 20 anos em regime fechado.

A sentença de Castro está prevista cumprimento a partir de outubro de 2019.

No começo do mês, a Procuradoria do Distrito Sul de Nova York prendeu outro suposto traficante de drogas, Hugh Brian, acusando-o de lavagem de dinheiro através de criptomoedas de mais de US $ 19 milhões, em lucros obtidos no Silk Road, agora extinto mercado da darknet.