SEC tailandesa pede ao público que evite casas de câmbio cripto não licenciadas enquanto o regulamento entra em vigor

O regulador financeiro da Tailândia pediu a uma casa de câmbio de criptomoedas que cesse a publicidade e advertiu os cidadãos para não usá-la devido à incerteza jurídica, reportou a Comissão Tailandesa de Valores Mobiliários (SEC) na terça-feira, 13 de novembro.

No comunicado, a SEC tailandesa informou que não endossou oficialmente a Q Exchange, joint venture tailandesa e sul-coreana, dentro do marco de suas novas leis de criptomoeda.

A Q Exchange, que supostamente oferece dez criptos, incluindo Ethereum (ETH) e Bitcoin (BTC), observou que planeja lançar seu Q Token em 25 de outubro, informou o site de notícias tailandês Lokwannee. O Cointelegraph observa que, embora várias fontes de notícias tailandesas tenham informado sobre o lançamento e os anúncios em torno do Q Exchange, não conseguimos localizar uma presença on-line atual para a casa de câmbio.

Depois de um decreto real em maio deste ano, empresas de criptomoeda, como casas de câmbio e operadores de Oferta Inicial de Moeda (ICO), devem obter permissão e registrar-se junto às autoridades antes de começarem as atividades na Tailândia.

A primeira plataforma oficialmente licenciada deve aparecer antes do final de novembro, reportou a Cointelegraph na semana passada.

“A SEC gostaria de informar ao público que a Q Exchange Co Ltd não é uma operadora de negócios digital licenciada”, escreve a SEC da Tailândia, acrescentando:

“O público e os investidores devem ser cautelosos ao se envolver em ativos digitais e negociações de dinheiro eletrônico com essa empresa, porque tais ações podem não ser legalmente protegidas pela SEC”.

A Tailândia tem procurado controlar rigorosamente seu mercado doméstico de cripto neste ano, com vários atores pedindo controles mais rigorosos, além do pacote regulatório agora assinado em lei.

No início deste mês, o vice-primeiro-ministro do país destacou a necessidade de práticas de segurança adicionais para se proteger contra a ameaça de agentes maliciosos que usam a criptomoeda.