Startup quer usar blockchain para ajudar na gestão de resíduos no Brasil

A startup PlataformaVerde, pretende usar blockchain, para ajudar a empresa na gestão ambiental de seus resíduos por meio da garantia da rastreabilidade que a tecnologia oferece, segundo um comunicado da empresa.

"Somos a primeira rede fechada de network e gestão ambiental do mundo. Por ela a sua empresa consegue gerir seu CRM ambiental de forma consolidada, on time e online com toda a sua rede de relacionamentos que atua na gestão, controle, transporte e destinação dos seus resíduos sólidos. Apenas as empresas convidadas pela sua organização têm acesso as informações que você quer compartilhar. Defina a informação e a sua cadeia de destino, tendo uma comprovação segura e eficaz de toda a rastreabilidade do seu processo usando blockchain", diz a empresa.

William Gerst, cofundador da PlataformaVerde, diz que a sustentabilidade atinge os três pilares: econômico, social e ambiental e que o tema, embora seja 'hype' há muita 'conversa ' pouca ação.

"Nós continuamos consumindo, continuamos não preocupados com o tipo de produto que estamos consumindo", completa Gerst. 

Como noticiou o Cointelegraph, o Shopping Center Norte, assim como outros 9 pontos espalhados na cidade de São Paulo, contam com pontos de reciclagem da startup Molécoola que usa  a tecnologia blockchain para garantir 100% da rastreabilidade dos itens reciclados e remunera seus usuários com pontos que podem ser trocados por produtos.

Confira mais notícias