Sem receber seus Bitcoins, cliente oferece recompensa por informações sobre presidente da Binary Bit

Um suposto usuário da Binary Bit, apontada como uma possível pirâmide financeira de Bitcoin, oferece, nas redes sociais, uma recompensa de US$ 15 mil para quem tiver informações sobre o paradeiro do presidente da empresa Ricardo Toro. 

A Binary Bit é uma empresa que oferecia rendimentos por meio de supostas aplicações com BTC e criptomoedas. Prometendo rendimentos de até 400% a empresa, que não tinha qualquer autorização da Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM), foi impedida recentemente pela autarquia de oferecer qualquer tipo de oferta de investimento no país.

A empresa vem atrasando o pagamento do rendimento de seus clientes há pelo menos dois meses. Revoltados usuários têm buscado as redes sociais para expressar insatisfação contra a empresa e também têm ameaçado os sócios com processos. Em um caso extremo ocorrido recentemente, Ricardo Toro, apontado como presidente da empresa, teria sido ameaçado por supostos investidores da empresa e, buscando 'se livrar' do problema, teria mandado os usuários irem receber com Marcos Monteiro, seu sócio.

Monteiro por sua vez, relata que a 'quadrilha' chegou armada em sua casa e que Toro teria enviado os supostos criminosos para matá-lo. Contudo Monteiro destaca que os criminosos ameaçaram o sequestrar mas no fim somente roubaram o empresário e, como resposta a suposta ação de Toro ameaçou 'revidar' o sócio. Além disso, Monteiro declarou que todas as promessas de pagamento são mentiras e que a Binary Bit não tem caixa para pagar seus clientes.

Ciente dos fatos, um investidor buscou obter nas redes sociais o paradeiro dos sócios da empresa, aparentemente em busca de receber os valores investidos. O investidor não revela quanto teria aplicado na empresa e nem o que deve fazer caso encontre o presidente. No portal Reclame Aqui reclamações contra e empresa já somam mais de 45 solicitações, todas com problemas relacionados a saques.

"Essa empresa é um lixo!! Me informaram que eu poderia fazer o investimento pois o risco era zero. Se aproveitam de pessoas que não tem conhecimento, e fazem uma lavagem cerebral. Até agora não recebi nem metade do que investi e não tenho previsão de quando vou receber. Cada dia é uma história nova, uma mentira nova.", alega um investidor de São Paulo.

Confira mais notícias