Scam: CVM analisa denúncias e proíbe empresa F3 Tech de operar no Brasil

A Comissão de Valores Mobiliários do Brasil (CVM) proibiu a empresa F3 Tech de realizar qualquer “oferta de serviços de intermediação de valores mobiliários". Caso a empresa que opera com investimento em criptomoedas não cumpra a determinação, terá de pagar uma multa diária de R$ 1 mil. A autarquia publicou na semana passada um alerta sobre a empresa.

A autarquia destaca que a empresa não tem registro para atuar no ramo de investimentos e deve para com suas atividades e, segundo o Ato Declaratório 17.150, emitido pela Superintendência de Relações com o Mercado e Intermediários (SMI).

"Poderá haver imposição das penalidades cabíveis, nos termos do art. 11 da Lei 6.385/76, após o regular processo administrativo sancionador", disse a CVM. Até o momento a F3 Tech não se pronunciou sobre a determinação.

As denúncias contra a F3 chegaram a CVM em março e diversos investidores têm usado o site Reclame Aqui para demonstrar descontentamento com a empresa, que não respondeu nenhuma das solicitações publicadas no portal.

A CVM tem publicado diversos alertas sobre empresas com atuação suspeita no mercado de moedas virtuais e destaca que nenhuma operação baseada em Forex é permitida no Brasil.