Com Pedro Andrade e sem Bitcoin, Sicred lança portal voltado para investidores

Sem menção a Bitcoin ou criptomoedas, que vem crescendo em popularidade no Brasil, a Sicred anunciou o lançamento de um portal voltado aos investidores. O anúncio foi feito por meio de um comunicado de imprensa compartilhado com o Cointelegraph em 01 de novembro.

Segundo a empresa a iniciativa tem por objetivo, "desmistificar o mercado de investimentos" e é direcionado para o público interessado em aplicar recursos, mas tem dúvidas sobre qual a opção mais adequada. O portal terá vídeos apresentados pelo ator Pedro Andrade, conhecido pelo programa "Pedro pelo Mundo".]

"Com a iniciativa, o Sicredi espera levar, de forma simples e direta, conhecimento qualificado para as pessoas sobre os diversos tipos de aplicações disponíveis no mercado atualmente, além de aumentar a visibilidade do seu portfólio de produtos de investimentos. Ao acessar o novo portal, as pessoas responderão algumas perguntas rápidas que servem para traçar o seu perfil de investidor (conservador, moderado ou arrojado). Com base nesses dados, elas receberão conteúdos específicos que ajudam a tomar a decisão sobre qual é o melhor tipo de investimento para fazer o dinheiro render ainda mais", destacou a empresa.

Ainda segundo a Sicred, além de um e-book de investimentos, os conteúdos incluem uma série especial composta por vídeos com informações sobre produtos de investimentos, sugestões de produtos indicados para cada objetivo e dicas de diversificação de carteira. 

Embora instituições tradicionais voltadas ao mercado de investimentos venham 'aderindo' ao Bitcoin, a Sicred não se pronunciou sobre o tema. Plataformas como Xdex, dos sócios da XP Investimentos e a Empiricus que oferece cursos e treinamentos para o mercado financeiro abordam criptomoedas, embora não recomendem mais de 3% de alocação de recursos no setor.

Como noticiou o Cointelegraph, Bettina Rudolph, analista e garota propaganda da Empirus, entrou esta semana em mais uma polêmica após declarar que alguém que aplica mais de 3% de seu capital em bitcoin é irresponsável. A declaração foi realizada em uma 'live' feita pela influencer.

Confira mais notícias