Governo do Rio de Janeiro usará sistema baseado em blockchain para chave de acesso digital

O Governo do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria de Fazenda do Rio de Janeiro, publicou em 23 de dezembro, no Diário Oficial do Estado que implementará um sistema em blockchain para permitir a utilização de chave de acesso digital, segundo publicação.

A ideia teria ganhando corpo durante o Rio Smart Hub evento que ocorreu em novembro que teve a participação do governador Wilson Witzel e foi promovido pela Secretaria da Fazenda e pelo Instituto Gartner para discutir possibilidades tecnológicas para dar mais eficiência aos serviços públicos estaduais.

"Sou favorável ao desenvolvimento de tecnologias, à pesquisa e ao desenvolvimento científico. Estamos fazendo a nossa parte e, certamente, vamos conseguir devolver um estado muito melhor do que recebemos", afirmou o governador.

Entre as iniciativas apresentadas no encontro ganhou destaque o uso de blockchain que agora a Secretaria da Fazenda torna oficial com a publicação no Diário Oficial, a proposta é implementar o uso da tecnologia aos poucos para "enfrentar e superar entraves burocráticos"

"Considerando a crescente busca por inovação tecnológica visando o desenvolvimento de políticas públicas capazes de atender aos serviços de administração fazendária e às complexas demandas da sociedade; Considerando a missão de conceber e implantar iniciativas que traduzam, de forma ordenada e coordenada, as metas e objetivos entabulados na Lei Maior e legislações específicas; e considerando o objetivo de enfrentar e superar entraves burocráticos que dificultam a relação da Administração com seus administrados; resolve autorizar a utilização de chave de acesso digital, baseada em tecnologia de blockchain, a ser gradativamente implementada no âmbito da Secretaria de Estado de Fazenda, objetivando agilizar e facilitar serviços, de forma segura e intransponível", estaca a publicação.

A implementação do uso de blockchain no Governo do Estado do Rio de Janeiro, será regulamentada pela Subsecretaria de Gestão e Tecnologia e ainda não tem prazo para ser disponibilizada.

"Queremos trabalhar cada vez mais com inteligência, informação e sabedoria. Temos grandes possibilidades quando trabalhamos em conjunto e de forma integrada. O Rio Smart Hub é uma plataforma que irá reunir e integrar uma série de soluções para a prestação do serviço tornando o governo mais eficiente, mais prestativo e mais próximo da população. Este é mais um passo na via da reconstrução deste estado que é tão bonito e que olha para o futuro", ressaltou o secretário de Estado de Fazenda, Luiz Claudio Rodrigues de Carvalho.

Como noticiou o Cointelegraph, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) também estuda o uso de blockchain para a criação de um cadastro único de investidores no Brasil.

Confira mais notícias