Banco russo Sberbank exige que cliente forneça dados sobre receita com criptomoedas

O maior banco da Rússia, o Sberbank, solicitou que um cliente fornecesse informações sobre sua renda com criptomoedasinformou a versão local da Forbes nesta sexta-feira, 17 de maio.

O cofundador da plataforma de negociação de criptomoedas Toxenbox.io, Vladimir Smerkis, disse à Forbes que o cliente não identificado recebeu uma carta do Sberbank exigindo a divulgação de sua receita com criptomoedas. A carta baseava sua exigência na Lei nº 115 de “Combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo”. O cliente já havia informado o banco sobre suas receitas de exchanges de criptomoedas.

Especificamente, o Sberbank queria saber o endereço da wallet cripto do cliente, o equipamento de mineração implantado (incluindo o modelo e os parâmetros de seu farm de mineração) e os indicadores de taxa de hash.

O banco também solicitou documentos confirmando a posse ou locação do equipamento de mineração, bem como as instalações que abrigam a fazenda. O Sberbank confirmou a solicitação, afirma Forbes.

Smerkis disse: "estamos muito perturbados com a forma como o Sberbank pode apelar para termos que ainda não existem na lei russa". O fundador e CEO da exchange descentralizada regulamentada Tokenomica, Artem Tolkachev, respondeu que esta não é uma nova espécie de pedido, dizendo que o Sberbank “opera dentro de sua estrutura regulatória para lidar com dinheiro. Portanto, trata-se de uma maneira de introduzir legalmente as receitas de criptomoedas em circulação.”

O primeiro-ministro russo, Dmitry Medvedev, comentou ontem, 16 de maio, que a regulação das criptomoedas não é uma prioridade para o governo russo, já que as criptomoedas vêm perdendo popularidade. Medvedev observou que o problema recebeu mais atenção em um fórum anterior em maio de 2018, quando ele pediu ao governo que legislasse pelo menos alguns termos básicos sobre criptos. Enquanto o hype em torno do Bitcoin (BTC) caiu, os mercados de criptomoedas ainda podem se recuperar, concluiu o primeiro-ministro.

O principal projeto de criptomoedas da Rússia "On Digital Financial Assets" foi aprovado pela câmara baixa do parlamento russo em maio de 2018. No entanto, a Duma o enviou de volta à primeira leitura devido à falta de conceitos-chave, como mineração de criptomoedas, o que, consequentemente, adiou considerações sobre o projeto.