Suprema corte de Nova York concede moção à Bitfinex para modificar determinação legal

O Juiz Joel Cohen da Suprema Corte de Nova York concedeu uma moção à exchange Bitfinex para modificar uma determinação da Procuradoria Geral de Nova York (NYAG), conforme a Bitfinex anunciou em 16 de maio.

Segundo o anúncio a ordem judicial permite à Bitfinex e a sua operadora afiliada da stablecoin Tether continuar seus negócios normalmente. Ela também diz que a determinação original da NYAG expira em 90 dias e qualquer moção para renovação será de responsabilidade da NYAG. Cohen escreveu na decisão:

“...a Corte acredita que a determinação preliminar deve ser adaptada para atender às preocupações legítimas de cumprimento da lei da OAG, sem interferir desnecessariamente nas atividades comerciais legítimas dos réus.”

A NYAG havia alegado que a Bitnet havia perdido US$ 850 milhões e então usado fundos de Tether para cobrir secretamente o déficit. A Bitfinex então respondeu às alegações, dizendo que elas estavam "cheias de imprecisões e falsas afirmações".

Enquanto a moção permite à Bitnex e Tether seguirem com seus negócios, ela também requere que eles submetam informações sobre empréstimos e linhas de crédito. A decisão de Cohen ainda proíbe a Tether de emprestar quaisquer ativos da Bitfinex ou terceiros, distribuir fundos de reserva a funcionários ou modificar documentos submetidos à NYAG.

No anúncio, a Bitfinex estava otimista com a decisão, declarando:

“Esta ordem é uma vitória para a defesa permanente de nossos negócios contra o escritório do Procurador Geral de Nova York."