Acusações da procuradoria geral de Nova York estão "cheias de imprecisões", afirma Bitfinex em carta aos usuários

exchange de criptomoedas Bitfinex afirmou que as recentes alegações da Procuradoria Geral de Nova York (NYAG) sobre sua insolvência estão “cheias de imprecisões e afirmações falsas.” A exchange fez a reclamação em um carta enviada por e-mail aos usuários da Bitfinex neste sábado, abril 27, e vista pelo Cointelegraph.

A carta foi assinada pelo CEO da exchange, Jean Louis van der Velde. A carta especifica que os materiais trazidos contra a Bitfinex não constituem uma queixa civil ou criminal e declara:

"Em particular, queremos garantir que a alegação de que" perdemos "US$ 850 milhões é categoricamente falsa."

O exchange explica ainda que esses fundos estão, de fato, apreendidos e guardados em várias jurisdições, incluindo Polônia, PortugalReino Unido e Estados Unidos. Além disso, a empresa também afirma que está trabalhando ativamente para fazer com que esses fundos sejam liberados e está confiante de que tem argumentos convincentes para esse fim. Além disso, a Bifinex observou:

"E tenho certezo de que iremos desafiar vigorosamente as falsas afirmações feitas pelo escritório do Procurador Geral de Nova York em seu processo."

Velde afirma que a exchange está trabalhando em estreita colaboração com os reguladores em todo o mundo e incentiva os usuários a endereçar questões restantes para ele ou outros membros seniors da equipe.

Como informado pelo Cointelegraph hoje mais cedo, dois acionistas da Bitfinex disseram que não estão aflitos com as alegações da NYAG contra a exchange. O diretor financeiro da empresa teria dito a outro acionista que "precisa de algumas semanas e que os fundos serão descongelados."

Os dados da blockchain mostram que no início desta semana a exchange também retirou fundos de quase US$ 90 milhões de sua cold wallet (carteira fria).