Nasdaq revela que sete exchanges cripto estão usando sua tecnologia de monitoramento de mercado

A Nasdaq, segunda maior bolsa de valores do mundo, revelou que sete exchanges cripto já estão se valendo de sua tecnologia de monitoramento de mercado, informou a Forbes em 30 de janeiro.

Apenas duas dessas sete colaborações foram tornadas públicas - com a exchange Gemini, de propriedade dos gêmeos Winklevoss - e com a Vctrade, administrada pela gigante de serviços financeiros japonesa SBI Holdings.

O colosso do mercado de ações compartilhou seu rigoroso sistema de verificação para os players do setor cripto que buscam usar sua tecnologia de vigilância conhecida como sistema de vigilância de mercado SMARTS. A SMARTS é uma ferramenta de acompanhamento de ativos cruzados, de mercado cruzado e que correlaciona dados históricos e em tempo real com padrões de detecção para rastrear atividades ilegais do mercado, como spoofing e wash trading.

Um representante da Nasdaq disse à Forbes que a empresa avalia possíveis clientes de criptomoeda de acordo com três critérios amplos - seu modelo de negócios, medidas de Conheça seu Cliente e de combate à lavagem de dinheiro e medir e intercambiar governança e controles.

A Forbes relata que os dois primeiros critérios revelaram a particular preocupação da Nasdaq com a reputação.

O último critério supostamente inclui um questionário sobre o quão transparente é uma plataforma em relação a seus procedimentos de listagem para novos ativos cripto.

Cerca de 20 funcionários da Nasdaq têm, portanto, a tarefa de avaliar se a exchange cripto recorrente tem não apenas a capacidade técnica, mas também a “inclinação moral” para usar criteriosamente a ferramenta de manipulação de mercado.

Tony Sio, da divisão de acompanhamento de mercado da Nasdaq, disse à Forbes:

“Historicamente não fazemos um processo de verificação tão grande para nossos clientes, porque eles são muito mais conhecidos. Mas quando começamos a trabalhar com nomes menos conhecidos e startups, percebemos que precisávamos fazer esse processo de verificação”.

Em novembro passado, a Nasdaq revelou uma parceria com a empresa norte-americana de investimentos VanEck, para lançar conjuntamente um conjunto de produtos de ativos digitais regulados e vigiados, que devem se valer do sistema SMARTS.

As exchanges cripto implementaram outra tecnologia da Nasdaq no passado. Por exemplo, a plataforma de negociação de ativos baseada em token recentemente lançada, DX Exchange, utiliza o protocolo Financial Information Exchange (FIX) da empresa.

Nesta semana, a Nasdaq se uniu ao Citigroup e ao Galaxy Digital Holdings, banco mercantil focado em cripto de propriedade de Mike Novogratz, em um investimento de 20 milhões de dólares em uma plataforma blockchain e contratos inteligentes para mercados de capitais.

No início deste mês, Adena Friedman, presidente e CEO da Nasdaq, disse acreditar que a cripto terá um papel no futuro da economia global, caracterizando “a própria invenção [como] uma tremenda demonstração de genialidade e criatividade”.