Fundador da Mt. Gox sabia dos riscos de segurança anos antes do colapso, afirma ação judicial

O fundador da Mt. GoxJed McCaleb, está sendo processado por dois traders que usaram a infame exchange, mostram documentos apresentados no dia 19 de maio.

Joseph Jones e Peter Steinmetz acusaram o ex-CEO de fraudulenta e negligentemente deturpar a exchange.

A dupla também alegou que McCaleb estava ciente de "sérios riscos de segurança" no final de 2010 ou início de 2011 - mais de três anos antes de 850.000 Bitcoins (BTC) terem sido roubados em um audacioso hack. Sua denúncia acrescenta:

“Em vez de garantir a exchange, McCaleb vendeu uma grande parte de sua participação única na empresa e forneceu caminhos para as compras para encobrir as preocupações de segurança na época, sem nunca informar ou divulgar essas questões ao público.”

Ambos os autores se descrevem como experientes comerciantes de criptomoedas. Eles disseram que foram tranquilizados por McCaleb depois de um "ataque de manual" em 2011, no qual um fraudador roubou moedas depois de acessar contas com senhas fracas.

O documento judicial alega que 80.000 BTC já estavam desaparecidos naquele momento, além de dizer que McCaleb vendeu a maioria de sua participação na Mt. Gox para Mark Karpeles em vez de ficar para resolver os problemas de segurança.

Enquanto Jones disse que ele possuía 1.900 BTC à época da falência da Mt. Gox. em fevereiro de 2014 (no valor de US$ 24 milhões no momento desta publicação), Steinmetz disse que ele possuía 43.000 BTC - montante cripto que valeria mais de US$ 542 milhões às taxas de hoje. Ambos os homens ainda estão em busca de seus fundos perdidos e dizem que não usariam a Mt. Gox caso soubessem sobre as "significativas preocupações de segurança" que existiam em 2011.

Em abril, o fideicomissãrio da reabilitação da Mt. Gox, Nobuaki Kobayashi, apresentou com sucesso uma petição a um tribunal japonês para prorrogar o prazo para a apresentação dos planos de reabilitação para até outubro de 2019.

Enquanto isso, em março, o ex-CEO Mark Karpeles recebeu uma suspensão de sentença após ser considerado culpado por adulterar registros financeiros.

A Mt. Gox já foi a maior exchange cripto do mundo e McCaleb mais tarde se tornou o fundador da Ripple e cofundador da Stellar.