'É o Bitcoin! Ferrari e Lamborghini, eu sou o rei da Blockchain', diz música da F2Trading, acusada de ser pirâmide financeira
Inscreva-se

Um Arrocha, genêro musical famoso no Brasi todo e que começou na Bahia, trata em sua letra a ostentação que pirâmides financeiras baseadas em Bitcoin prometem para seus investidores. A música é de autoria de Bellini Braga, autoproclamado "Rei do Bitcoin".

Segundo informações obtidas pela reportagem, Braga teria apresentado a música durante a Festa do Peão Boiadeiro de Barretos. Na composição, Braga destaca a suposta "riqueza" consquistada por investidores que decidiram aplicar na criptomoeda.

"É o Bitcoin, é o Bitcoin (...) é tudo nosso mesmo, eu tô portando uns milhões (...) é o poder que a gente tem, Ferrari e Lamborghini eu sou a Rei da Blockchain", diz o incio da musica.

Na letra Braga ainda destaca que andava a pé e que não tinha nem dinheiro para o ônibus, "era muito triste minha situação. Era mais quebrado que arroz de terceira", mas, segundo o cantor, após "entrar em um negócio" teria sido alertado por amigos que aquilo (em referência ao trabalho) "não dava futuro".

"mas na internet tudo revolucionou. De quebrado e pé rapado passei a investidor (...) é tudo nosso mesmo, eu tô portando uns milhões (...)

A música teria sido feita, supostamente, para promover a pirâmide financeira de Phiph Ran, F2 Trading, inclusive uma logomarca do suposto golpe é exibido no vídeo.

Assim como sua antecessora, a FX Trading que recebeu alerta da Comissão de Valores Mobiliários do Brasil, CVM, a F2 Trading também já tem suas atividades sendo investigada pela CVM que ja instalaou processo para averiguar as operações.

Processo: 19957.007479/2019-52 (SP2019/490)

Andamentos Abertos

Processo aberto somente na unidade:
GOI-2 - Gerência de Orientação aos Investidores 2

Informações do Processo

Processo:19957.007479/2019-52 (SP2019/490)
Data de Autuação:01/08/2019
Tipo do Processo:Orientação: DENÚNCIA
Interessados:Gerência de Orientação aos Investidores 2
F2 TRADING CORPORATION
f2tradingcorporation.net

Philip Han, brasileiro filho de sul-coreanos, à frente do negócio, se identifica como Global Master Distributor da FX Trading Corp e que recentemente afirmou que as pessoas que não ganham US$ 50 mil por dia são fracassados. 

A suposta pirâmide financeira promete lucros de mais de 3% ao dia e bônus de 300% nos investimentos. Han, antes de lançar a FX trading. já teria participado de outros supostos esquemas, como o iFreex, Mr. Link e WCM 777.

Como noticiou o Cointelegraph,  recentemente a  suposta pirâmide financeira, F2 Trading realizou em um mega evento no Credicar Hall que contou com a participação de mais de 2 mil pessoas e teve show do grupo Jota Quest.