Estudantes indianas criam sistema baseado em blockchain para votação online

Um grupo de estudantes de uma universidade indiana criou um sistema de votação baseado em blockchain, que permite que os eleitores votem online.

O sistema de votação foi desenvolvido por três estudantes da Malla Reddy Engineering College for Women, relatou em 21 de outubro a publicação local de negócios e finanças The Hindu BusinessLine. O objetivo por trás da idéia é eliminar os desafios de votação nas áreas urbanas, como longas filas nos centros de votação.

O sistema foi testado em comunidades fechadas - comunidades muradas que consistem em pequenas ruas residenciais - e, segundo informações, demonstrou um alto nível de segurança e resistência à adulteração.

Blockchain ganha força nos sistemas de votação em todo o mundo

A implantação da blockchain na votação está ganhando força, pois vários países ao redor do mundo estão experimentando a tecnologia, visando principalmente trazer mais transparência e expandir a participação dos eleitores. No início de outubro, dois municípios nos Estados Unidos anunciaram que implementariam a votação móvel baseada em blockchain em eleições especiais em novembro de 2019.

O Partido Digital Uruguaio também adotou a blockchain por meio de uma parceria com a Æternity, empresa descentralizada e focada em aplicativos. A parceria visa construir um novo sistema pelo qual os cidadãos e membros do Partido Digital possam participar de várias decisões políticas de maneira transparente e descentralizada.

No entanto, Nir Kshetri, professor de administração da Universidade da Carolina do Norte, questionou a disponibilidade da tecnologia blockchain para os processos de votação. Kshetri afirmou que "testes em pequena escala executados até o momento identificaram problemas e vulnerabilidades nos sistemas digitais e nos procedimentos administrativos do governo," que devem ser resolvidos antes da adoção completa da tecnologia.