Governo Federal foca em Cidades Inteligentes e libera mais de R$ 5 milhões para projeto em IoT e blockchain

O Governo Federal anunciou, por meio de uma publicação em 05 de dezembro, no Diário Oficial da União, um investimento de mais de R$ 5 milhões para ajudar a desenvolver um projeto focado em cidades inteligentes e que une Internet das Coisas, IoT e blockchain.

O contrato, chamado ‘Plataforma Blockchain para desenvolvimento de aplicações seguras em IoT’, será realizado pelo Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), a Finep e o Fundo para o Desenvolvimento Tecnológico das Telecomunicações (Funttel).

O projeto, chamado BlockIoT busca desenvolver aplicações voltadas para cidades inteligentes com foco em segurança pública, mobilidade urbana e saúde pública. Em todos as soluções a proposta é utilizar os recursos de blockchain combinados com IoT para apresentar soluções que possam ser aplicadas em cidades e oferecer melhores serviços aos cidadãos e agilidade ao poder público.

O Cointelegraph já havia noticiado que o BlockIoT foi iniciada em dezembro de 2018 e inclui o desenvolvimento de componentes tecnológicos e um conjunto de aplicações voltadas para a identidade digital (ID) de pessoas e coisas.

“A Internet foi criada sem a camada de identificação, o que gera vulnerabilidades nos diferentes sistemas de identidade e acesso usados atualmente. Blockchain viabiliza a criação dessa camada, por meio de um conceito totalmente disruptivo e seguro que é a identidade digital descentralizada, ou autossoberana”, afirma o gestor de Soluções Blockchain do CPqD, José Reynaldo Formigoni.

Como noticiou o Cointelegraph, em mais um grande investimento do Governo Federal do Brasil para impulsionar a adoção de aplicações em blockchain foram anunciados cerca de R$ 1 milhão para o desenvolvimento de um projeto entre o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, a Globalidcode Tecnologia e a Fundação Cearense de Pesquisa e Cultura.

Por meio da parceria será desenvolvido um sistema de rastreabilidade de produtos e agrupamentos baseado em blockchain.

Confira mais notícias