Exclusivo: gaúcha Rangel Carlos, a ‘Miss Bitcoin’, será capa da Revista Sexy de dezembro

A modelo gaúcha Rangel Carlos, esposa do empresário de Bitcoin e criptomoedas Elquer Carlos, conhecido como “Rei do Coin” será capa da Revista Sexy de dezembro, segundo a modelo revelou com exclusividade ao Cointelegraph.

O ensaio de capa da revista foi conquistado por Rangel após vencer o reality show “Casa das Pimentinhas 3” promovido pela Sexy. A festa de lançamento da revista aconteceu esta semana, em São Paulo.

Em entrevista ao Cointelegraph, Rangel contou que foi ela quem "iniciou" Elquer no mundo das criptomoedas - e não o contrário. Elquer atualmente é fundador do 4stake, sistema de pool de masternodes e stake entre outros projetos.

“O Elquer é mais conhecido que eu no ramo de Bitcoin mas, na verdade, quem apresentou o BTC para ele fui eu. A cerca de 4 anos eu insisti para que ele começasse a estudar o BTC como uma forma de investimento. Tive que insistir muito para que ele pelo menos estudasse o assunto e deu certo!”, revela.

Hoje, contudo, a modelo destaca que o marido está mais envolvido que ela no ramo de criptoativos, mas que ela continua com sua estratégia de Holder e investindo em projetos que o marido participa.

“Hoje sem sombra de dúvidas o Elquer está mais ligado as criptomoedas que eu. Mas nós temos um negócio voltado ao criptomoeda com diversos serviços, além de outras iniciativas. Mas eu continuo com minhas moedas, mesmo com a baixa atual acredito no potencial a longo prazo do Bitcoin e não pretendo vender nada por enquanto”, diz.

Antes de ser capa da Sexy, Rangel chegou a fazer propaganda da hardware wallet Trezor no Brasil, que é comercializada pela KriptoBR e brincou com o Cointelegraph dizendo que estampar seu corpo na revista seria muito mais interessante se pudesse levar junto o Bitcoin que, assim como ser capa da Sexy, é preciso acreditar no potêncial a longo prazo

“Não adianta você comprar Bitcoin hoje e daqui dois meses achar que vai ficar rico, não funciona assim, pelo menos não para 99% das pessoas. Ser capa de revista como a Sexy também é assim, tem que trabalhar muito e acreditar no potencial”, completa rindo.

Como vem noticiando o Cointelegraph o relacionamento do Bitcoin com a indústria do sexo é antigo e, desde os primórdios do BTC, já havia esta relação.

Recentemente Mia Khalifa, libanesa que já foi considerada a maior atriz pornô do mundo, ajudou a divulgar o Bitcoin durante um jogo de futebol da Premier League, na Inglaterra.

Khalifa esteve no espaço vip do Watford FC, que tem patrocínio do Sportsbet.io, uma das maiores plataformas de apostas esportivas com Bitcoin do mundo e que, recentemente, inseriu o logo do Bitcoin nos uniformes do time. 

O Cointelegraph já produziu um documentário sobre Sexo e Bitcoin, que você pode assistir clicando aqui.

Continue lendo: