Regulador do Banco Central Europeu diz que as Stablecoins não causam alarme

Um funcionário do Banco Central Europeu (BCE) afirmou que os usuários devem estar cientes dos riscos associados ao uso de stablecoins, mas isso não é razão para se alarmar, segundo ele.

Como a Reuters informou em 18 de julho, membro do conselho do BCE e presidente do Deutsche Bundesbank, Jens Weidmann disse que os stablecoins - criptomoedas projetadas para minimizar a volatilidade dos preços sendo atrelada a outro ativo - oferecem aos usuários oportunidades de prosperidade, no entanto os usuários devem ser vigilante em relação aos riscos associados.

Weidmann fez seus comentários em uma coletiva de imprensa em uma reunião dos ministros das finanças e banqueiros centrais do G7. "Não há razão para se alarmar, mas há motivos para estar vigilantes", afirmou Weidmann.

Weidmann também falou em favor do projeto de criptomoedas Libra do Facebook . Ele argumentou especificamente que os reguladores globais não devem suprimir o projeto em sua infância, acrescentando que criptomoedas como o Libra podem ser atraentes para os consumidores no caso de cumprirem suas promessas.

No entanto, vários outros formuladores de políticas não compartilham a opinião de Weidmann sobre o Libra, com o ministro das Finanças francês, Bruno Le Maire, dizendo que o G7 "não pode aceitar empresas privadas que emitem suas próprias moedas sem controle democrático".

Brad Sherman, um congressista democrata dos Estados Unidos, afirmou recentemente que “Mark Zuckerberg está enviando um pedido de amizade a oligarcas, traficantes de drogas, traficantes de seres humanos e terroristas”, lançando a criptomoeda Libra do Facebook.

Notavelmente, na conferência do G7, o Grupo de Ação Financeira - uma organização intergovernamental iniciada pelo G7 que promove medidas legais, regulatórias e operacionais que visam combater a lavagem de dinheiro em escala global -  aprovou uma nova rede global de pagamentos em criptomoedas que seria similar. ao SWIFT proposto pelo Japão.