Executivo do Banco Central Europeu clama por ação regulatória rápida para o Libra

Benoit Coeure, membro do conselho executivo do Banco Central Europeu (BCE), disse que os reguladores financeiros devem agir rapidamente para se preparar para a política da stablecoin do Facebook, o Librainformou a Bloomberg em 7 de julho.

De acordo com a Bloomberg, Coeure argumentou no domingo em Aix-en-Provence, no sul da França, que permitir o desenvolvimento de novos serviços financeiros e classes de ativos em um vazio regulamentar é irresponsável. Ele concluiu:

"Nós [reguladores financeiros] temos que nos mover mais rapidamente do que fizemos até agora".

De acordo com Coeure, o desenvolvimento de ativos digitais expôs as lacunas nas regulamentações financeiras atuais e destaca a baixa taxa de adoção de novas tecnologias pelos bancos:

“Todos esses projetos são um alerta bastante útil para reguladores e autoridades públicas, pois nos incentivam a levantar várias questões e podem nos fazer melhorar a forma como fazemos as coisas.”

De maneira geral, o BCE aborda os ativos cripto com cautela, com um funcionário do banco prevendo em janeiro que a cripto terminará como “um monte de disparates”. O banco também discutiu os possíveis prós e contras das moedas digitais dos bancos centrais.

A reação de Coeure está em sintonia com as previsões de Jeremy Allaire, cofundador e CEO da empresa de pagamentos Circle. Em uma entrevista à Bloomberg divulgada no início desta semana, Allaire observou que espera que o Libra deslanche o desenvolvimento de políticas nacionais relativas a ativos digitais.

Na semana passada, o Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos solicitou que o Facebook e seus parceiros interrompessem o desenvolvimento da stablecoin Libra. O pedido veio na esteira de uma carta assinada por vários grupos de advogados, instando o Congresso a implementar uma moratória.