Elliptic lança conjunto de dados para identificar a lavagem de dinheiro com criptomoedas

A empresa de conformidade com criptomoeda, Elliptic lançou o Elliptic Data Set, produto voltado para identificar transações de criptomoedas associadas à lavagem de dinheiro (AML). O desenvolvimento foi anunciado em um comunicado compartilhado com a Cointelegraph em 2 de agosto.

Tornando o mundo das criptomoedas mais transparente

Tendo desenvolvido um conjunto de dados de 200.000 transações Bitcoin ( BTC ) com um valor total de US$ 6 bilhões, a Elliptic afirma que ele é o maior conjunto de dados de transações rotuladas disponíveis publicamente em qualquer criptomoeda no mundo.

De acordo com o anúncio, o produto foi projetado para ajudar os usuários a identificar transações ilícitas com mais eficiência, bem como transações associadas à lavagem de dinheiro, às violações de sanções ou ao financiamento do terrorismo (CFT). Ao mesmo tempo, o produto deve reduzir os custos de conformidade e, eventualmente, eliminar a atividade criminosa das criptomoedas.

Mark Weber, coautor do artigo que também têm autoria dos pesquisadores do Laboratório IA do MIT-IBM Watson, “Anti-lavagem de Dinheiro em Bitcoin: Experimentos com Redes Convolucionais de Gráfico para Análise Forense Financeira”, comentou o lançamento do conjunto de dados:

“As redes convolucionais gráficas ainda são uma classe jovem de métodos, e estamos nos primeiros dias desses experimentos, mas acreditamos que o poder da GCN de capturar as informações relacionais nessas redes de transação grandes e complexas pode ser valioso para identificar a lavagem de dinheiro. .

Preocupações dos legisladores sobre a conformidade com politicas de AML nas operadoras de criptomoedas

No final de junho, a Força-Tarefa de Ação Financeira anunciou que está planejando fortalecer o controle sobre as exchanges de criptomoedas para impedir que as moedas digitais sejam usadas em lavagem de dinheiro e outros crimes relacionados. O secretário Steven Mnuchin disse na época:

“Ao adotar os padrões e diretrizes acordados nesta semana, o FATF garantirá que os provedores de serviços de ativos virtuais não operem nas sombras. Isso permitirá que o setor emergente da FinTech fique um passo à frente de regimes desonestos e simpatizantes de causas ilícitas em busca de meios para levantar e transferir fundos sem detecção"

Naquele mesmo mês, o Coin Center - um centro de pesquisa e defesa sem fins lucrativos focado em questões de políticas públicas relacionadas a criptomoedas- pediu ao Tesouro de Sua Majestade que não ampliasse demais o escopo dos regulamentos ABC / CFT do Reino Unido.

O Coin Center alegou que a expansão das obrigações de vigilância de AML para as criptomoedas ou desenvolvedores de software e usuários, de acordo com o Coin Center, “violaria os direitos de liberdade de expressão e privacidade dos cidadãos do Reino Unido”.