Criador do proof-of-work anunciou na Labitconf a Simplicity, uma proposta de contratos inteligentes para o Bitcoin

O criptógrafo Adam Back, considerado um dos pais do Bitcoin, por ter inventado o sistema de proof-of-work, usado posteriormente por Satoshi Nakamoto para criar a principal criptomoeda do mercado, apresentou na Labitconf, no Uruguai, a Simplicity, uma proposta para criação de Smart Contracts em blockchain.

Segundo Back, a linguagem Script do Bitcoin é limitada a certas combinações de verificações de assinatura, hashlocks e timelocks. Soluções de segunda camada, por outro lado, como a Lightning Network , por exemplo, foram criadas com base nessas primitivas e, portanto, carecem da expressividade necessária para contratos inteligentes mais complicados.

Simplicity seria capaz de fornecer flexibilidade necessária para uma ampla gama de cálculos e, ao mesmo tempo, permitir que os usuários verifiquem a segurança, os custos e a segurança dos contratos inteligentes.

Além disso, a linguagem de programação de baixo nível também é supostamente capaz de resolver certas trocas anteriormente necessárias entre confiabilidade e expressividade permitindo, segundo o criptógrafo, a criação de contratos inteligentes complexos e confiáveis.

Assim como soluções de segunda camada, como RSK e Counterparty, que permite a criação de contratos inteligente na rede Bitcoin, a Simplicity pretende fazer o mesmo, porém, segundo Back a Simplicity procura ser 'fácil'.A Simplicity inclui a Bit Machine (que seria o equivalente a EVM, no caso do Ethereum.

"O objetivo é melhorar as linguagens de criptografia existentes, como Bitcoin Script e EVM da Ethereum, evitando alguns dos problemas que enfrentam"

No entanto, o Simplicity ainda não está disponível para a criação de aplicações reais, como seus 'concorrentes' como a RSK, que durante o evento lançou uma série de aplicações.

Como noticiou o Cointelegraph, recentemente, em uma entrevista exclusiva concedida ao Cointelegraph via Telegram o CEO da BlockStream, Adam Back declarou que para ele, nada está acima do Bitcoin, nem mesmo possíveis moedas emitidas por Bancos Centrais e tampouco stablecoins.

Confira mais notícias