Coinbase publica descobertas importantes sobre conscientização e adoção de criptos nos EUA

A importante exchange norte-americana Coinbase publicou descobertas importantes sobre tendências de conscientização e adoção relacionadas a criptomoedas nos Estados Unidos em um post publicado em 28 de junho.

A pesquisa da Coinbase, que foi feita no ano passado com 2.000 entrevistados, revelou que a conscientização sobre criptomoedas nos EUA continua em crescimento, com 58% dos americanos afirmando já ter ouvido ouvido falar sobre o Bitcoin (BTC). Deles, alguns expressaram o desejo de diversificar seus portfólios de investimento com moedas digitais, ficaram entusiasmados com a ideia de uma moeda cripto mundial, ou gostaram da ausência de altas taxas de transferência.

Os dez principais estados com proprietários de criptos são Califórnia, Nova Jersey, Washington, Nova York, Colorado, Utah, Flórida, Alasca, Nevada e Massachusetts. Estados como Delaware, Nevada e Wyoming têm uma porcentagem geral menor de proprietários de criptos, mas uma maior propriedade per capita, o que significa que um número menor de pessoas possui uma quantidade maior de criptomoedas.

Quando perguntados o que levou-os a comprar criptomoedas, os entrevistados citaram entre as principais razões a oportunidade de investimentos trazida pelas criptos, o interesse na nova tecnologia e a possibilidade de aprender com elas. 

Um entrevistado, de 30 anos, disse: "para as pessoas da minha geração, acho que (as criptos) fazem muito mais sentido do que ações, títulos, imóveis inflacionados ou outros ativos subvalorizados".

À medida que a adoção das criptomoedas cresce, os reguladores e os legisladores de todo o mundo elaboram uma legislação para regular as criptomoedas e sua tecnologia blockchain envolvida. Como exemplo, a partir de junho de 2019, mais de 70% dos estados dos EUA irão adotar regulação relativos à criptos ou blockchain.

Neste ano, as buscas do YouTube por Bitcoin já chegaram ao seu pico máximo. “Os americanos teclaram ‘Bitcoin’ no Google mais vezes no ano passado do que uma série de termos importantes, de "casamento real" a "resultados eleitorais", afirma o relatório.

No fim de abril, uma pesquisa publicada pela empresa de capital de risco de Spencer Bogart, a Blockchain Capital, revelou que a vasta maioria dos cidadãos americanos já ouviu falar de Bitcoin, independente da idade. A proporção de pessoas que já ouviram falara do Bitcoin aumentou de 77% em outubro de 2017 para 89% em abril de 2019.